Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Muralhas de Setúbal - Baluarte de S. Francisco

* Victor Nogueira


Encontrar este Baluarte de S. Francisco cotejando o Google Maps e Cartas da Vila de Setúbal foi obra, tanto mais quanto na Reboreda há alguns quarteirões com traçado simlar ao de um baluarte.  Contudo e posteriormente em BALUARTE DE S. FRANCISCO (À SABOARIA) - SÉCULO XIX  (http://digitarq.adstb.dgarq.gov.pt/details?id=1334302) as minhas dúvidas ficaram definitivamente sanadas.


Planta da Vila de Setúbal feita em 1810 (pormenor) - Convento de S Feancisco e Baluartes de S. Francisco (D), de Santo Amaro (E) e S. Brás (C)




Na Rua Amália Rodrigues, isto será o que resta do Baluarte de S. Francisco, ns Quinta da Saboaria



Forte de S Filipe, Convento de S Francisco e Baluartes de Santo Amaro e N. Sra da Saúde 





Baluarte de S. Francisco (Quinta da Saboaria)



Convento de S. Ftancisco



Google Earth




Sem comentários: