Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Recantos de Setúbal 06 - Largos de S. Tiago e da Verónica

* Victor Nogueira

Ladeados pelas estreitas ruas Fran Paxeco (antiga Rua Direita do Troino) e João Eloy do Amaral, (antiga Rua das Amoreiras) onde o trânsito automóvel é condicionado, estes dois largos são apenas pedonais, com pequeno comércio de proximidade e cafés, para além dum deles ter uma capela da Via Sacra. Trata-se duma zona cujos edifícios paulatinamente têm vindo a ser objecto de obras de reconstrução ou remodelação.

Embora com características diferentes dos anteriores, incluo nesta publicação o espaço da Praça Teófilo Braga (antigo Largo da Anunciada) situado entre as Ruas Frei Agostinho da Cruz e João Eloy do Amaral, isto é, entre a Capela de S. Marçalo e a antiga Igreja de N. Sra da Anunciada. Neste local foi plantada a "oliveira da Paz", em 12 de Dezembro de 2015, após um evento em que tal como em anos anteriores estiveram representantes de outras confissões religiosas, para além da Igreja Católica Apostólica Romana: Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal; Igreja Evangélica Metodista Portuguesa; Comunidade Islâmica de Palmela e Setúbal; Igreja Ortodoxa Romena de Setúbal; Igreja Lusitana; Comunidade Ismaelita...




(à esquerda - Travessa do Carranca)

 Largo de S. Tiago (antes das obras de beneficiação)











(o edifício amarelo é o do antigo Hospital da Anunciada)


(fotos acima anteriores às obras de beneficiação)




 Largo da Verónica e Capela de S. Tiago (Via Sacra) - à direita a Rua Fran Paxeco




Capela de S. Marçal (Via Sacra) e Oliveira da Paz



Antiga Igreja da Anunciada


Anteriores "Recantos"

Recantos de Setúbal 05 - Terreiro de Santa Maria e Poço do Concelho

* Victor Nogueira

Lugar de passagem pedonal ligando Palhais na 5 de Outubro ao Largo da Misericórdia e ao Terreiro de Santa Maria, o Largo do Poço do Concelho já foi tema duma publicação anterior: Setúbal: em torno do Largo do Poço do Concelho.

A Igreja de Santa Maria era um dos centros da povoação medieval e o seu actual terreiro tem duas zonas distintas: a poente, arborizado e com uma ou duas esplanadas, e a sul, com ar degradado, parque desordenado de estacionamento automóvel onde sobressaem o pórtico do Hospital medieval de João Palmeiro e uma casa brasonada no nº 12 da Travessa Jorge de Aquino. Mas tirando o Largo do Corpo Santo, a norte, e a Rua de  Santa Maria, a nascente, tudo o resto rem um ar de abandono e ruína.














Ao fundo o campanário da Confraria do Corpo Santo


fotos em 2017.07.30



Pórtico do Hospital João Palmeiro






Rua Jorge de Aquino, 12



fotos em 2017.06




(foto em http://roteiro.jmobp.com/View/RoteiroView1.php?opcao=3&accao=65&id=2327)





fotos em 2017.04 e 05


Anteriores "Recantos"

Recantos de Setúbal 04 - Avenida António Maria Portela

* Victor Nogueira

Até ao início do século XX, para norte da muralha medieval que corria ao longo do que veio a ser a Avenida 5 de Outubro, era a zona das quintas e laranjais, na qual sobressaiam alguns moinhos de vento, o Forte da Estrela, entretanto desaparecido, e o Convento de S. João, para além da leprosaria medieval. O Bairro Salgado é originado por nela se construírem as moradias mais ou menos grandiosas dos patrões da indústria conserveira e armadores da pesca, em vivendas algumas delas arte nova, para além de prédios de rendimento para alojamento da burguesia menos endinheirada

Mas é só a partir dos anos 60 que a cidade começa a estender-se para norte, ocupando a fértil várzea agrícola. Limitado a leste pela Avenida António Maria Portela e pela linha férrea, o Bairro Salgado defronta-se nesta parte com um renque de casas modestas ao longo dum caminho que deveria ser a estrada vicinal anterior.  Entre este caminho e a escadaria de  gastos degraus que outrora deveria ter muito movimento pedonal, é o caos com parqueamento automóvel.







Troço do baluarte setecentista de Santo António






Google Earth