Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quarta-feira, 17 de maio de 2017

De novo na Bela Vista, em Setúbal

* Victor Nogueira

Na sequência do post anterior uma nova deambulação pela Bela Vista e por outros locais de Setúbal. Este  é o resultado da perambulação na Bela Vista. Para um dia com mais calma ficará a tentativa de locaização e registo fotográfico das 15 ou 16 peças escultóricas que constituem o Núcleo Museológico Urbano da Bela Vista denominado “O Museu está na Rua”





Bairro Côr de Rosa ou das Palmeiras e Depósito de Agua da Bela Vista, no retrovisor



Bairro Azul ou do Forte da Bela Vista


Chaminés da Central Termo-Eléctrica, na Península da Mitrena





Despertar - Escultura de João Limpinho - Forte da Bela Vista



Estuário do Rio Sado e Serra da Arrábida





Porto fluvial de Setúbal















Fotos em 2017.07.17

Vem de

Deambulando em Setúbal pelo Bairro da Bela Vista

Sem comentários: