Escrevivendo e Photoandarilhando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.(Roland Barthes)

«Todo o filme é uma construção irreal do real e isto tanto mais quanto mais "real" o cinema parecer. Por paradoxal que seja! Todo o filme, como toda a obra humana, tem significados vários, podendo ser objecto de várias leituras. O filme, como toda a realidade, não tem um único significado, antes vários, conforme quem o tenta compreender. Tal compreensão depende da experiência de cada um. É do concurso de várias experiências, das várias leituras (dum filme ou, mais amplamente, do real) que permite ter deles uma compreensão ou percepção, de serem (tendencialmente) tal qual são. (Victor Nogueira - excerto do Boletim do Núcleo Juvenil de Cinema de Évora, Janeiro 1973

segunda-feira, 8 de julho de 2024

Templos religiosos (97) em fotos de capa

* Victor Nogueira


2024 07 07 - Foto victor nogueira - EN 10 - Alto das Necessidades - Vendas de Azeitão - Capela de N. Sra das Necessidades (Quintta do Alcube) (2024 04 18 IMG_4541)

A long time ago, no âmbito do planeamento urbanístico e em articulação com o Museu de Setúbal, fiz o levantamento, registo e cartografia de edifícios no concelho de Setúbal com interesse arquitectónico, cultural ou histórico, como base para uma eventual classificação e protecção. Esse trabalho sumiu-se na voragem dos tempos.

Nessa ocasião os proprietários da Quinta do Alcube permiram-me a visita á Capela das Necessidades em cujo interior se resguarda um cruzeiro gótico. Em contrapartida os proprietários do antigo Convento de S. João, em Setúbal, não permitiram a visita à capela do Convento, com um belo portal manuelino, opondo-se a uma eventual classificação da mesma. Recentemente pude visitá-la mas não me foi permitido fotografar o seu interior.

A Capela de N. Senhora das Necessidades pertence à Quinta do Alcube, da qual se dá nota seguidamente.

«Quinta de Albube, Azeitão

Solar de Alcube

No vale de Alcube existe um antigo solar, o Solar do Morgado de Alcube, uma construção comprida e térrea, de formas irregulares, mandada construir no século XV por Álvaro de Sousa e sua esposa, D. Francisca de Távora.

Museu e Capela de S. Macário

Ao lado do solar, existe uma capela construída em 1840 em homenagem a S. Macário, utilizada como celeiro no século passado. No século XVII os filhos do proprietário foram nela baptizados pelo arcebispo. O templo fora dedicado a S. Macário; no seu interior existe uma antiga imagem deste santo. Atualmente o edifício alberga um museu de arqueologia, sendo também é utilizado para eventos especiais.

Museu do Vinho e da Vinha

Nele encontra-se um lagar romano original para fazer vinho e objetos antigos usados para produzi-lo.

Azulejos, mós, talhas de vinho e azeite, entre outros artefactos agrícolas, ferramentas e outros objectos, alguns com milénios de antiguidade, são alguns dos objectos expostos, existindo também um balneário romano».

In Quinta do Alcube (https://www.quintadealcube.pt/quinta-de-alcube)


2024 07 04 - Foto victor nogueira - EN 10 - Alto das Necessidades - Vendas de Azeitão - Capela de N. Sra das Necessidades (2024 04 18 IMG_4529)

Esta singela capela setecentista foi edificada para albergar o antigo cruzeiro gótico neste local erguido. Este possui uma peanha com 4 brasões de armas adossados (um deles um escudo com as armas dos Villalobos), sustentando uma cruz floreada com a imagem de Cristo crucificado de um lado, a Virgem com o Menino segurando uma pomba, do lado oposto. Classificado como Monumwnto Nacional desde 23 junho 1910.

O cruzeiro, erguido em 1474, tem a sua construção atribuída a Vasco Queimado de Villalobos, guarda-mor de D. Pedro, duque de Coimbra, segundo inscrição gótica no monumento; Em 1756 foi edificada a capela das Necessidades para lhe servir de abrigo, por iniciativa de Manuel Martins, morador nas Vendas, nela sepultado. (http://monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=2143)

Este cruzeiro é similar a outros que tenho encontrado nas minhas andanças, como em Azurara, Óbidos, Mértola e Cabeço de Vide: as faces anterior e posterior da cruz que encima a coluna são decoradas com as imagens de Cristo e da Virgem.


2024 06 17 - Foto victor nogueira - AI - Carregado - Igreja de N. Sra de Fátima, no horizonte (2024 02 25 IMG_4232 a)

A igreja matriz do Carregado, freguesia do concelho de Alenquer, consagrada a Nossa Senhora de Fátima. foi inaugurada no ano de 1956, como se lê na inscrição que se encontra sobre a porta principal: Anno Domini MCMLVI.



2024 05 01 - Foto victor nogueira - Nocturno em Setúbal -- Igreja do Convento de Jesus (2024 04 19 IMG_4519)

Classificado como monumento nacional, o Convento de Jesus é a primeira obra do chamado estilo manuelino, com risco de mestre Diogo Boitaca, autor de outras obras relevantes da arquitectura portuguesa, como a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, ambos em Lisboa, a Sé da Guarda, as Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha, a renovação da Igreja de Santa Cruz, em Coimbra, entre outras. O templo é o primeiro ensaio de “igreja-salão”. Após a extinção das Ordens Religiosas o edifício do convento foi entregue à Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, que nele instalou o seu Hospital até 1959, albergando desde então o Museu de Setúbal / Convento de Jesus, que possui um notável conjunto de pinturas dos chamados "primitivos portugueses", que ornamentavam a capela-mor da Igreja.

VER