Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Muralhas de Setúbal - Baluartes de S. Brás e de N. Senhora do Socorro

* Victor Nogueira

O Baluarte de S. Brás situava-se a poente do do Livramento, na zona riberinha, entre a antiga Fábrica de Gás e o antigo Parque das Escolas (actual Largo José Afonso). Foi completamente destruído pelos sismo e maremoto de 1755 (http://digitarq.adstb.dgarq.gov.pt/details?id=1334676)




À esquerda e em baixo o Baluarte de N. Sra do Socorro

O Baluarte de N. Sra do Socorro ainda persistia parcialmente nos anos 80 / 90 de Século XX, ao lado da Estação Rodoviária da Avenida 5 de Outubro, e nele funcionaram as Oficinas da Câmara Municipal, tendo sido demolido para dr origem a novos edifícios.





(Google Earth)

O Baluarte de S. Brás situava-se na zona do Largo José Afonso (antigo Parque das Escolas) e a antiga Fábrica de Gás (demolida)



Sem comentários: