Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 7 de dezembro de 2019

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Museu Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha

* Victor Nogueira

Rafael Bordalo Pinheiro (1846 / 1905), um autor multifacetado cuja obra está ficou registada em numerosos livros e na imprensa. Foi precursor do cartaz artístico em Portugal, desenhador, aguarelista, ilustrador, decorador, caricaturista político e social, jornalista, e ceramista. Foi também precursor da banda desenhada em Portugal, destacando-se Apontamentos de Rafael Bordalo Pinheiro sobre a Picaresca Viagem do Imperador de Rasilb pela Europa, /(1872) e M. J. ou a História Tétrica duma Empresa Lírica, no ano seguinte. Dois anos depois  criou a figura do Zé Povinho, publicada n'A Lanterna Mágica. Neste ano fixou-se no Brasil onde colaborou em alguns jornais, simultaneamente enviando a sua colaboração para Lisboa, Regressado a Portugal em 1879, lençou O António Maria (1879-1885;1891-1898). A partir de 1885 começou a trabalhar barro, iniciando  a produção de louça artística na Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha, vila já com tradições na cerâmica  artesanal. A sua obra neste  campo caracteriza-se também por uma temática naturalista e muito popular que Bordalo representou de forma singular.

A sua obra gráfica enche os jornais satíricos que dirigiu e para as quais desenhou centenas e centenas de desenhos, com destaque para a A Lanterna Mágica (1875), António Maria (1879-1885), Álbum das Glórias (1880-1883), Pontos nos ii (1885-1891) ou A Paródia (1900-1906), revelando a sua enorme capacidade de fazer rir o público, castigando com humor os diversos poderes instituídos, mostrando um especial apreço pelo Zé Povinho.


A sua obra está exposta essencialmente em dois museus: o Museu Raphael Bordallo Pinheiro, em Lisboa, e a Casa Museu San Raphael - Museu da fábrica Bordallo Pinheiro, nas Caldas da Rainha.

Muitas das placas toponímicas desta última cidade são inspiradas na obra de Bordalo Pinheiro.



Figuras por ele criadas, distinguindo-se o Zé Povinho e a Maria Paciência (2001.02.13)





fotos em 2001.02.13
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Placa toponímica nas Caldas da Rainha


Personagens de Bordalo Pinheiro

* Victor Nogueira


foto victor nogueira - Caldas da Rainha - Museu Rafael Bordalo Pinheiro - figuras por ele criadas, distinguindo-se o Zé Povinho e a Maria Paciência (2001.02.13)

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Em Coimbra, 2000 dois olhares

* Fátima Pereira


foto fátima pereira - em Coimbra (2000.12.12/13) - Real República Bota Abaixo


Palácio de Sub-Ripas


Com  Guia de Portugal, coordenação de Coordenador Sant' Anna Dionísio; Autores vários, Edição Fundação Gulbenkian 


No Hotel

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

* Victor Nogueira


Palácio de Sub-Ripas


Painel de azulejos publicitário



Batentes ou aldrabas


Porta com cancela

Antigo Paço Episcopal (Museu Nacional Machado de Castro)


 

(Criptopórtico romano)



Telhados  de Coimbra, com as torres da Se Velha ao fundo

Telhados  de Coimbra, com as torres da Se Velha em 1º plano e o Rio Mondego, ao fundo


Conventos de Santa Clara-a-Velha e de Santa Clara-a-Nova


Real República Bota Abaixo


Solar Marias do Loureiro

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

encenações em viagem

* Victor Noguera / Fátima Pereira


foto fátima pereira - encenação na área de serviço da autoestrada do oeste (2001.02)


foto fátima pereira


foto victor nogueira, na área de serviço da autoestrada do oeste (2001.02)

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019