Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Técnica de stop motion ganha festival no Cine São Luiz


JC OnLine


CINEMA


Publicado em 21.11.2011, às 21h35

6338e8ebdf278356a431a117c2abdc59.jpg
O mexicano Debajo del árbol está entre os filmes selecionados
Do NE10
Objetos captados quadro a quadro, movimentos "parados", robotizados, o link mais próximo do cinema com a fotografia. Assim é o curioso e adorado stop motion, técnica que ganha festival próprio no Recife a partir desta terça-feira (22). Curtas-metragens de animação oriundos de mais de 15 países serão exibidos na primeira edição do Festival Internacional Brasil Stop Motion, em cartaz no Cinema São Luiz até o sábado (26), sempre a partir das 19h30. A entrada é gratuita.    

Dos 69 filmes, 51 participarão da mostra competitiva, dividida em temas: Mágicos materiais, Corpos em movimento, O tempo e a memória, Por um mundo melhor, Narrativa do medo, Rir ainda é o melhor remédio, No mundo dos sonhos e Olhar pernambucano [confira a programação dos filmes].


Trecho do filme Dia estrelado, da pernambucana Nara Normande
Parcerias com os festivais de Montreal e Anima Mundi e com a produtora espanhola OQO também ganham destaque na cartela de exibição. O evento ainda abre espaço para o fomento e debate do stop motion. Palestras, mesas-redondas e oficinas ocorrerão na Universidade Católica de Pernambuco [veja a agenda paralela].

Sem comentários: