Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Fotógrafos dão dicas para deixar sua foto amadora com ar profissional

 24/09/2010 - 16:17 (atualizada em 24/09/2010 16:46)

Para melhorar suas fotos de viagem, uma boa sugestão é usar a criatividade para buscar um ângulo original e utilizar elementos da paisagem, como linhas e repetições de formas

Rafael Bergamaschi 
.
Ao fotografar paisagens uma boa dica é acordar cedo ou esperar o fim de tarde - Getty Images

Você sempre gostou de fotografia, mas com o tempo percebeu que talvez não tenha jeito para fotógrafo? Para lhe ajudar, conversamos com alguns profissionais do ramo que deram dicas para deixar suas fotos amadoras com aspecto quase profissional.

Primeiro, é necessário entender que as câmeras automáticas amadoras, como o modelo Cybershot, da Sony, ou o PL 100 da Samsung, não possuem todas as ferramentas disponíveis nas câmeras profissionais, mas, ao mesmo tempo, elas foram feitas para facilitar a vida do fotógrafo. “As câmeras compactas fornecem poucos recursos ajustáveis para o fotógrafo amador. Muitas vezes o fotógrafo regula sua câmera em um dos vários programas e a máquina faz os ajustes necessários”, explica Erivam de Oliveira, professor de fotojornalismo da Universidade Federal de Viçosa.

Uma dica é saber usar o flash da forma correta, como conta Ari Vicentini, professor de fotografia da Faculdade Cásper Líbero: “em locais escuros use o flash, normalmente as próprias câmeras te avisam quando ele é necessário, mas não deixe a função ‘flash’ habilitada em locais com boa iluminação, pois isto pode estragar a luz ambiente e vai gastar pilhas e baterias sem necessidade”.

Durante as férias, se você não quer que suas fotos se pareçam com todas as outras já tiradas,~procure usar a criatividade. “Deve-se procurar outros ângulos e principalmente trabalhar o primeiro plano. É muito comum um turista parar na frente de uma paisagem e clicar”, conta o fotojornalista Erick Hurpia. Ele ainda acrescenta: “ao fotografar deve-se levar em consideração que você tem profundidade. Ao colocar um objeto em primeiro plano o ganho em termos de enquadramento e criatividade já é muito”.

Outra maneira de fazer com que suas fotos se destaquem é utilizar elementos da paisagem que são visualmente atraentes como linhas e padrões repetidos. “Uma boa foto costuma ter certo equilíbrio nas formas. Isto é mais fácil de se obter se o fotógrafo procurar linhas, como a silhueta de postes, prédios, ou a linha do horizonte. Os objetos na cena ficarão melhor distribuídos”, esclarece Vicentini.

Para o caso de retratos, é necessário captar tudo o que a pessoa tem a oferecer, extraindo sua essência, como Hurbia esclarece: “pessoas são basicamente expressões e emoções, então a dica é, chegar perto e captar as texturas, a espontaneidade. Um erro clássico é mirar no rosto, centralizando a cabeça, com isso a foto fica dividida entre meio corpo e um teto vazio”.

Para fotografar cenas em movimento, as câmeras fotográficas geralmente contam com uma função específica, muitas vezes ilustrada com alguém praticando esportes. Esta ferramenta fará com que a velocidade de ação da câmera seja mais alta, congelando a imagem, mas existe um problema: “quando se opta por esse recurso, o fotógrafo necessitará de mais luz para fotografar”, explica Oliveria.

Para você que quer se aprofundar no assunto, São Paulo oferece diversos cursos especializados.

Techimage Escola de Fotografia – Rua Nebraska, 90, São Paulo. (11) 2738-4464 ou (11) 5044-8810

Focus Escola de Fotografia - Rua Riachuelo, 245, São Paulo. Telefones: (11) 3104-6951 ou (11) 3107-2219

Espaço de Cultura Contemporânea São Paulo - Rua Augusta, 2239, São Paulo. Telefone: (11) 11 3060-3636

Instituto Internacional de Fotografia - Rua Eusébio de Paiva, 68, São Paulo. Telefone: (11) 3021-3335 
.
http://www.abril.com.br/noticias/fotografos-dao-dicas-deixar-suas-fotos-amadoras-aspecto-profissional-599307.shtml
.
.

Sem comentários: