Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

domingo, 26 de setembro de 2010

Usina Jirau apoia livro de fotografias da história de Porto Velho

Comunica Assessoria - 2010-09-24 - 12 begin_of_the_skype_highlighting              2010-09-24 - 12      end_of_the_skype_highlighting:13:00 -

O lançamento da edição aconteceu nesta quarta, com o autor Luiz Brito
.
A Energia Sustentável do Brasil, concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau, patrocinou a reimpressão de mil exemplares do livro de fotografias “Revelando Porto Velho”, do fotógrafo e documentarista Luiz Brito. O lançamento dessa segunda edição aconteceu nesta quarta-feira, 22, no restaurante Café Madeira, com a presença do autor e convidados, além da imprensa e apreciadores da história e cultura da região.

O livro registra, através de fotos em preto e branco, a formação da Capital, com destaque para pontos de referência histórica, como o início do antigo centro e a construção da ferrovia Madeira-Mamoré. Em todas as páginas, as imagens são acompanhadas de legendas explicativas, que vão narrando os ciclos de Porto Velho. “Pensei em não só colocar fotografias por colocar, mas acompanhá-las de pequenos textos que ajudassem a enriquecer as imagens. A ideia foi dar uma informação a mais à fotografia”, conta Luiz Brito.

Defensor da preservação do patrimônio histórico, Brito é um dos mais respeitados profissionais na área fotográfica e também audiovisual, já tendo participado de exposições internacionais em países como Áustria e Espanha. Profissionalismo e credibilidade que motivaram a Energia Sustentável a apoiar a reedição da obra, que teve a primeira tiragem em 2004, esgotada logo após sua publicação.

“Quando recebemos o pedido de patrocínio para a reedição do livro, foi uma satisfação. O Luiz Brito desenvolve um trabalho sério, de qualidade, com uma responsabilidade muito grande para com o resgate histórico dessa região. Em nenhum momento hesitamos em entrar de cabeça nesse projeto”, enfatiza o diretor Institucional da Energia Sustentável, José Lúcio de Arruda Gomes.

O diretor ainda esclareceu que a concessionária da Usina Jirau adota uma política de responsabilidade social que valoriza a perspectiva preservacionista, de resguardar e resgatar o patrimônio histórico-cultural.

Para o fotógrafo e documentarista Luiz Brito, o apoio da empresa demonstra o respeito e compromisso do empreendimento com a sociedade de Porto Velho. “Nós, profissionais, pesquisadores, contamos com essa força para desenvolver nossos trabalhos. Agradeço muito à Energia Sustentável, que me ajudou a materializar esse projeto”, agradeceu o artista.


O Livro

‘Revelando Porto Velho’ é uma memória fotográfica da formação da capital de Rondônia, com mais de 200 fotos em preto e branco, datadas do início do século passado. Entre elas, reproduções do sanitarista Oswaldo Cruz, de sua estada na região para trabalhar no Hospital da Candelária, no início da construção da ferrovia Madeira-Mamoré. Da mesma época há registros do fotógrafo norte-americano Danna Merril. Ambos foram os primeiros a registrarem a região com imagens.

Além desses, o livro também traz fotos de O.F. de Souza, Pedro Marques, Pereirinha, Armando Veiga, entre outros fotógrafos igualmente renomados. Todo o material foi obtido através dos familiares dos profissionais. Resultado de mais de dois anos de pesquisa, que também incluiu o Centro de Documentação do Estado e da Prefeitura de Porto Velho como fontes.

Reedição

A segunda edição do livro ‘Revelando Porto Velho’ foi editada preservando a grafia da época, e traz uma foto inédita do Centro Histórico de Porto Velho, da década de 50, que retrata as Três Caixas D’Água e os antigos casarões. A imagem foi cedida por um antigo morador, hoje residente no Rio de Janeiro. Além disso, foram incluídas duas reportagens do Jornal Alto Madeira, publicadas em 1917 e 1918, respectivamente. 
.
.
http://rondoniadinamica.com/ler.php?id=19450&edi=1&sub=3
.
.

Sem comentários: