Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O jardinzito suspenso da Lanchoa

* Victor Nogueira















3 comentários:

Manuela Miranda disse...

Victor da tua Varanda tens Máquina vês excelentes fotos excelentes paisagens maravilhosa, vez o mar como eu vejo hoje não consigo vê-lo está nevoeiro serrado, tem lá uma capela com torre também não vejo. Falas de Pessoas dos Filmes de Lisboa Achei piada Amigo gostei muito.
Escreves bem, fotografas bem e e fazes tudo bem. Amigo Parabéns bjs da Nela

Manuela Miranda disse...

da tua varanda Vês o mar e excelentes fotos do mar, e descreves bem pessoas de filme português Tu és escritor poeta fototógrafo da minha o mar está nevoeiro hoje

Manuela Miranda disse...

victor na tua varanda vês coisas lindas e escreves coisas lindas