Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

vagueando por estradas e jardins, a long time ago

* Victor Nogueira

Nos espólios da família figuram fotos que presumivelmente pertenciam ao meu bisavô José de Castro, que não estão anotadas. Comum a estas fotos são estradas e jardins,  embora não consiga identificar a maioria dos locais. As fotos remontam previsivelmente aos anos '30 / ' 40 do século XX.




Pela estrada fora


Castelo de Vide


Esperança Luís à janela


Esperança Luís e Lili


Lisboa - miradouro do Jardim de Torel

Caminhos da Serra da Arrábida



José de Castro e Chico

Maria Luísa

Sem comentários: