Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 16 de janeiro de 2010

Ilse Bing, a Rainha da Leica



sábado, 16 de janeiro de 2010

.
© Auto-retrato de Ilse Bing, 1931.

© Foto de Abe Frajdndlich. Mais de meio século depois Ilse Bing recriou a composição com espelho, 1986.

Uma das fotografias mais conhecidas da alemã Ilse Bing (1899-1998) é o seu auto-retrato realizado em 1931. Mais de cinqüenta anos depois, em 1986, Ilse Bing recriou a mesma composição com espelho, dessa vez fotografada por Abe Frajdndlich. Em 1936, a sua obra foi incluída na primeira exposição de fotografia moderna realizada no Louvre, e em 1937 viajou para Nova York, onde suas imagens foram incluídas na exposição marco "Photography 1839-1937" no Museu de Arte Moderna. O uso constante da câmera Leica lhe rendeu o título de “Rainha da Leica” do crítico e fotógrafo Emmanuel Sougez.
.
Saiba mais sobre a fotógrafa Ilse Bing Aqui
às 09:01
.

Sem comentários: