Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Amarante - Igreja e Convento de São Gonçalo

* Victor Nogueira  

«De acordo com a tradição (local) remonta a uma primitiva ermida erguida pelo beato Gonçalo de Amarante no início do século XIII.

Em 1540 João III de Portugal (1521-1557) e sua esposa, D. Catarina de Áustria, deliberaram a construção de um novo templo e convento dominicano no local, sob a invocação de Gonçalo de Amarante. As obras iniciaram-se em 1543, tendo se prolongado até ao século XVIII, com intervenções no século XX.

A edificação da igreja e do convento estavam concluídas no reinado de Filipe II de Espanha, antes de 1600. A construção do pórtico e da Varanda dos Reis iniciou-se a 12 de outubro de 1683.

Na Varanda dos Reis estão representados João III de Portugal, Sebastião de Portugal, Henrique I de Portugal e Filipe II de Espanha

No Pórtico estão representados Nossa Senhora do Rosário, São Pedro Mártir, Gonçalo de Amarante, São Tomás, São Francisco, São Domingos e, sobre a porta, os bustos de São Paulo e de São Pedro.

No interior do mosteiro destacam-se o órgão de tubos, o túmulo do beato Gonçalo de Amarante do lado direito do altar, a sacristia com teto de caixotões pintados e uma imagem do beato Gonçalo de Amarante - a que é tradição puxar por três vezes a corda da cintura pedindo três desejos -, e o claustro principal do convento com fonte centrada de autoria de Mateus Lopes, erguido de 1586 a 1606.» (Wikipedia)

A mais antiga representação fotográfica da Vila de Amarante, tirada pelo escocês Frederick William Flower, cerca de 1850


Praça da República, antigo Largo de S. Gonçalo

CONVENTO DE S. GONÇALO



loggia



Varanda dos Reis e Pórtico principal - Na Varanda dos Reis estão representados D. João III, D. Sebastião, D. Henrique e Filipe I. No Pórtico estão representados Nª Sª do Rosário, S. Pedro Mártir, São Gonçalo, S. Thomas, S. Francisco, S. Domingos, e sobre a porta os bustos de S. Paulo e S. Pedro.



CLAUSTRO PRINCIPAL ou NOBRE


chafariz



PEDRAS DE ARMAS





2º CLAUSTRO


este claustro foi adaptado para nele funcionarem os Paços do Concelho a partir de 1863


tecto da capela de S. Gonçalo, onde existe uma estátua jacente polícroma (túmulo simulado dos séculos XVI-XVII) que não poucos visitantes acariciam à sua passagem  

SACRISTIA




cadeirais no altar-mor da igreja


PÚLPITO



fotos em 2014.09

Sem comentários: