Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Miradouros 04 - Entre S. Domingos e as Fontainhas

* Victor Nogueira

Das Fontaínhas à Porta medieval de S. Sebastião e à Travessa da Porta do Sol ou da Moura Encantada encontramos um miradouro com pergola e por entre as casas, no enfiamento de ruas, vislumbram-se por cima dos telhados nesgas do estuário e de Tróia, para sul, ou do Quebedo, para norte, com o Castelo de Palmela alcandorado lá longe, no horizonte. Mas olhando para baixo, vislumbramos pequenos pátios interiores, sobrepostos, das casas erguidas na encosta.

Nas esplanadas grupos de pessas conversam, no largo dois miúdos jogam á bola e na pergola pais passeiam as crianças e casais jovens enternurecem-se. Descontráídos, indiferentes a quem passa, incluindo o fotógrafo, gatos aquecem-se ao sol











foto em 2017. -- . --
















Linha férrea paralela à Rua da Fantazia












Vistas a partir do Palácio Frixell, antigo Colégio dos Jesuítas







Porta de S. Sebastião e Rua de Arronches Junqueiro










O Castelo de Palmela no horizonte

Baluartes de S. Domingos e das Fontainhas



Igreja e Convento de S. Sebastião



Baluarte de N. Sra da Conceição, visto do Baluarte de S. Domingos ou das Fontainhas











fotos em 2017.08.07




OUTROS MIRADOUROS EM SETÚBAL

Sem comentários: