Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Águas em Setúbal e Azeitão 03 - Azeitão

* Victor Nogueira


A caminhada teve como objectivo primordial fotografar chafarizes e fontenários em Azeitão, desde Vila Fresca até Aldeia de Irmãos, passando por Vila Nogueira e Oleiros. Para outra  caminhada ficou Vendas de Azeitão, porque a estafa já era grande. Salvo indicação em contrário as fotos são de minha autoria e referências a outras fontes, bicas e poços encontram-se em CHAFARIZES E FONTES DE AZEITÃO (http://ciclobeatos.blogspot.pt/2012/08/chafarizes-e-fontes-de-azeitao.html) [1] Para outro post ficam as Casas do Fresco na Quinta das Torres e no Palácio da Bacalhoa, ambos em Vila Fresca de Azeitão.


[1] “LAGO DO CAPATAZ”  (Quinta Nova) Nos terrenos da Quinta Nova, junto da povoação de Castanhos, existe um enorme tanque circular com cerca de trinta e cinco metros de diâmetro. CHAFARIZ DE Castanhos. FONTE DO PEREIRO A nascente da fonte do Pereiro, a montante do lugar de Castanhos. CHAFARIZ da Aldeia da Portela. CHAFARIZ e Poço (juntos) da Aldeia da Piedade. RIO DE SÃO SIMÃO, situada a montante de Vila Fresca de Azeitão, em terreno baldio, indevidamente usurpados, junto à “Azinhaga de Mata Burros”, entre a “Vinha do Rio” e a “Serra do Parreira”.


CHAFARIZ DE VENDA DE AZEITÃO - Largo do Chafariz, Vendas de Azeitão - É composto por duas bicas de abastecimento, que correm para uma taça rectangular,e por uma segunda taça rectangular, maior e mais baixa, que servia para os animais. Sobre as bicas de abastecimento existe um painel de azulejos, onde estão representadas árvores e pássaros. (foto José Rasquinho e texto in https://joserasquinho4.blogspot.pt/2015/04/chafariz-de-vendas-de-azeitao.html)


FONTE -  – Rua Miguel Bombarda - Começa no Largo do Chafariz e finda na Rua 25 de Abril (Vendas de Azeitão), Freguesia de São Simão. Foto José Rasquinho. (in https://joserasquinho4.blogspot.pt/2011/06/chafariz-registado-na-rua-miguel.html)




O “Chafariz de Cima” , fazendo gaveto com a Rua do Poço, está estruturado num muro limitado por dois cunhais, em cantaria, rematados por pirâmides rectangulares terminadas em pinha. O tanque rectangular acompanha a frontaria entre cunhais. É muito antigo, apresentando bastante desgaste pelo uso intensivo. A duas bicas eram alimentadas pelo Poço do Bico, que lhe fica a montante junto à Ermida supra referida. No presente recebe água da rede pública. Na lateral esquerda um amplo pio para animais recebe o líquido de uma outra nascente, tendo fluxo contínuo. Fonte e pio são desprovidos de qualquer adorno digno de nota. Contudo, foram muito importantes para o abastecimento da população. Presume-se que tenha sido mandado fazer por Machado de Faria. 

O “Chafariz de Baixo”, foi mandado construir quando ainda existia a Câmara de Azeitão, mas no período de transição da sede de Vila Fresca para Vila Nogueira. É estruturado numa parede em cantaria limitado por uma moldura do mesmo material e rematado por um frontão triangular que se desenvolve em dois frisos paralelos. Tem um pequeno pio e duas bicas. É abastecido pela rede pública. (in http://ciclobeatos.blogspot.pt/2012/08/chafarizes-e-fontes-de-azeitao.html)

[ ---- ]

CHAFARIZ DE VILA FRESCA DE AZEITÃO Este chafariz, com uma soleira em forma de um amplo patamar retangular, é coberto com lajes de mármore e de cantaria, algumas delas são lápides com inscrições tumulares, provenientes da Igreja de S. Simão. 











(bebedouro para animais)



(Chafariz e bebedouro para animais)

CHAFARIZ no Largo 25 de Abril - Vila Fresca de Azeitaõ









CHAFARIZ DOS PASMADOS (FONTANÁRIO EM VILA NOGUEIRA DE AZEITÃO) Trata-se de uma obra característica do barroco final, do século XVIII, com influência das obras de Carlos Mardel, em Lisboa, é composto por uma estrutura tripartida, definida verticalmente por duas pilastras estriadas centrais e duas laterais, é rematado com recurso a um frontão interrompido com volutas, num jogo de formas contracurvas animado pela alternância de quatro fogaréus no remate das pilastras. Sob o tanque em mármore rosa e delineado em forma convexa, é esculpida uma moldura de linhas retas e côncavas que enquadra uma jarra de flores, criando-se assim um diálogo de formas tipicamente barroco. É ainda de destacar, ao centro, o escudo de armas de D. José. É pela sua dimensão e elementos decorativos o mais nobre dos chafarizes mandados construir pelo juiz de Fora Agostinho Machado de Faria. Encontra-se desde 29 de setembro de 1977, classificado como Imóvel de Interesse Municipal (IIM). 


(foto em 2013.10.03)







A Fonte do Concelho localizava-se junto ao “Palácio do Salinas, atualmente designado por “Casa do Povo de Azeitão”. Esta fonte exibe o escudo português e que outrora fazia parte do paço de D. Constança. 







Este é o terceiro chafariz mandado fazer pelo juiz Agostinho Machado de Faria, datado do século XVI. Decorado por um painel maneirista, com oito figuras em baixo-relevo, esculpidas em mármore de Estremoz. O conjunto esculpido tem como elementos figurativos medalhões, pombas, anjos e cordeiros, que tanto podem simbolizar Cristo como São João Baptista, bem como, ainda elementos de adoração pagã. Segundo José Cortez Pimentel este baixo-relevo fazia parte de um conjunto de três painéis e pertenciam à tribuna que os duques de Aveiro tinham na igreja dominicana, que comunicava diretamente com a ala sul do paço ducal. Do conjunto dos três painéis, um dos quais se encontra na Quinta da Aiana de Baixo, entre Alfarim e a lagoa de Albufeira (Sesimbra), enquanto o outro estava sobre o portão de entrada da Quinta da Arca d’ Água, em Alferrara, donde foi vendida para um antiquário, passando depois para a Coleção particular do Banqueiro Jorge de Brito. 





Chafariz de Aldeia Rica (Vila Nogueira de Azeitão)










A Fonte de Oleiros foi a segunda que mandou fazer o juiz Agostinho Machado de Faria. Tem a
particularidade de ser decorada com azulejos policromos da segunda metade do século XVIII,
representando duas “figuras de convite”, e envergando fardamento militar, adotado após a
reorganização do exército português feita pelo Conde de Lippe (1762)

















Chafariz de Aldeia de Irmãos







Bica e Poço de Aldeia de Irmãos - POÇO  DE  ALDEIA  DE  IRMÃOS

    Este poço para abastecimento público foi construído - tendo em conta a data nele inscrita - em 1888, com a finalidade de abastecer a população local que até então utilizava a Fonte Santa, um pouco distante, e, entretanto, demolida por ocasião de obras viárias no local onde estava implantada. 

Este poço, um pouco de construção singular, encontra-se junto à capela de São Sebastião e está actualmente inactivo, não só pela proximidade de um chafariz público, mais recente, com água da rede, como pela completa cobertura de rede pública na localidade. 


  (in http://ciclobeatos.blogspot.pt/2012/08/chafarizes-e-fontes-de-azeitao.html)





a bica e o poço ficam nas traseiras da Igreja de S. Sebastião




fotos em 2017.07.19

Sobre AZEITÃO ver
* Azeitão a Nossa Terra  (http://www.aguasdosado.pt)
* AZEITAO: PATRIMONIO E HISTORIA  (http://www.gabitogrupos.com/)
* Azeitão.Net ( http://www.azeitao.net/)
* CHAFARIZES E FONTES DE AZEITÃO (http://ciclobeatos.blogspot.pt/2012/08/chafarizes-e-fontes-de-azeitao.html) 
chafarizes e fontes de azeitão - Águas do Sado




Sem comentários: