Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 8 de julho de 2017

Azulejaria civil em Setúbal 05 - a vivenda nos Combatentes

* Victor Nogueira

Ao longo dos anos esta vivenda estilo "casa portuguesa" de Raul Lino tem-se degradado. Ocupada por sem abrigo, incendiada e destelhada, os painéis de azulejos da sua fachada têm sido arrancados nos últimos meses, as árvores de frutos do quintal, incluindo laranjeiras, derrubadas. Gorada a possibilidade de classificação, seguir-se-á talvez o camartelo, como sucederá provavelmente à Vivenda do Carmo, no gaveto da Rua Alferes Pinto Vidigal com a Dr. Manuel de Arriaga., Sic transit gloria mundi.






























fotos em 2017.07.05














fotos em --.--.--




Google Earth




VER

Azulejaria civil em Setúbal 01



Sem comentários: