Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Prêmio Sinjor destaca melhores da imprensa em 2009

Clique para ampliar.
.
Diário da Amazónia - 20/12/2009
-
Na 6ª versão do prêmio Sinjor, a Usina Hidrelétrica Jirau entregou as premiações para vencedores nas categorias, Meio Ambiente e Fotojornalismo, respectivamente para Rosinaldo Machado, com a foto “O Pantanal Rondoniense”, publicada na Revista Momento e Eliênio Nascimento, com a foto “Batalha na Rodoviária”, publicada no jornal O Estadão do Norte. Segundo os diretores, além do patrocínio ao prêmio, a participação na festa e a entrega são formas de deixar claro a valorização ao trabalho dos jornalistas locais.
 .
Rosinaldo Machado, que venceu na categoria Meio Ambiente lembrou que junto com outros colegas ajudou a documentar a história do Estado de Rondônia através de suas fotos. “Nunca, em momento algum, fomos lembrados pelas fotografias que ajudam a contar a nossa história. Recebo esse prêmio com muita satisfação”, disse.
 .
Gilberto Beltrame, assessor Institucional da Energia Sustentável do Brasil, que entregou a comenda para Machado declarou a satisfação de fazer parte daquele momento. “Esse é um registro muito importante, porque conhecemos de perto a trajetória dos profissionais que ajudam a compor a história do Estado. Com certeza o prêmio colabora com a promoção de mais trabalhos de boa qualidade, principalmente porque o regulamento atenta para produções que dedicam o cuidado necessário ao Meio Ambiente”, afirma. “O jornalismo independente promove de certa forma, um controle social sobre as ações e os acontecimentos que marcam a nossa sociedade”, complementa.
 .
O gerente Executivo da Camargo Corrêa, Luiz Américo Rogo entregou a comenda para a categoria Fotojornalismo, de autoria de Eliênio Nascimento e lembrou a importância da motivação promovida através dessas premiações. “O trabalho do jornalista é de suma importância na sociedade. Os trabalhadores da imprensa ajudam a contar a história das pessoas, cobram pelo desenvolvimento social e crescimento de sua cidade, de seu país. O prêmio chega a ser irrisório frente ao benefício que fornece o bom jornalismo”.
 .
O diretor do Sinjor, Carlos Alencar agradeceu aos presentes e patrocinadores do evento e elogiou o trabalho dos jornalistas, que se empenham cada dia mais em busca de promover o jornalismo com ética e seriedade.
 .
Vencedores
 .
Além de Rosinaldo Machado e Eliênio Nascimento, na categoria charge, Flávio Afonso foi o premiado do ano, com a tira “Puxão de orelha petista”, publicada no Folha de Rondônia. Evelyn Morales venceu a categoria Radiojornalismo com a publicação da reportagem “Indignação no Trânsito”, na rádio Cultura FM. Paulo Andreoli venceu na categoria webjornalismo com a publicação da reportagem multimídia “Brasileiros expulsos por paramilitares”, no site Rondoniaovivo, Luciene Gonçalves, da Rede TV venceu na categoria Telejornalismo com a publicação da reportagem “Quilombolas – Comunidade Jesus”, e o jornalista Silvio Santos levou para casa o prêmio na categoria jornalismo impresso, com a matéria “Há 99 anos o trem chegava a Jaci-Paraná”, publicada na coluna Zé Katraca, do Diário da Amazônia.
 .
Homenagem
 .
O jornalista Euro Tourinho foi o grande homenageado na noite de entrega do prêmio Sinjor. Lembrado como o decano do jornalismo portovelhense, Euro Tourinho recebeu uma comenda das mãos de Ciro Pinheiro, seu colega de profissão há mais de 40 anos e o reconhecimento dos demais jornalistas presentes. O jornalista Águido Melo também foi homenageado.
 .
Ao final, Euro Tourinho agradeceu a homenagem e falou sobre a censura ainda presente na profissão dos jornalistas e da decisão, segundo ele, inédita de se premiar um patrão. “Mas um patrão diferente, que também é repórter e que sempre foi e que considera a redação, como o melhor local de trabalho”, sintetizou.
.
http://www.diariodaamazonia.com.br/diariodaamazonia/index2.php?sec=News&id=1638
.
_____________
.
19/12/2009 - 17:54 - ( Rondônia )

Faltou gente na hora da entrega do Prêmio Sinjor de Jornalismo
.
Por Lucas Tatuí
.
A cerimônia da 6º edição do Prêmio Sinjor de Jornalismo não chegou a ser uma noite de gala, mas foi mais uma vez um raro momento de flashes para operários da Imprensa rondoniense, como também de reconhecimento para os que tiveram trabalhos premiados e destacados como os melhores do ano.
.

Na noite desta sexta-feira (18/12), a imprensa estava lá no auditório do Senac de Porto Velho, fazendo registros fotográficos, sentada nas cadeiras, e formando a mesa. Mas, nem toda a Imprensa prestigiou o evento. 
.

Faltou muita gente que os espectadores estão acostumados a ver na TV; faltaram muitos dos que assinam as boas matérias que são lidas nas manhãs; faltaram até alguns premiados da noite, como os jornalistas Eliênio Nascimento (vencedor da categoria fotojornalismo), Luciane Gonçalves (vencedora da categoria telejornalismo), e Evelyn Morales (vencedora da categoria radiojornalismo).
.

Também faltaram os estudantes de Jornalismo preenchendo as cadeiras vazias do auditório. E faltou estilo em muita gente – mas não em todos! O jornalista Marcelo Freire, da assessora da ALE, estava impecável no seu “estiloso” terno.
.

Pela primeira vez na história, o Premio Sinjor contou com parceiros de peso, como a Camargo Corrêa, a Odebrecht, a Energia Sustentável do Brasil, e a Santo Antônio Energia. Diante dos representantes dessas gigantes, os profissionais da Imprensa de Rondônia passaram sua imagem.
.
E falando em imagem, o representante dos jornalistas de Rondônia, Carlos Alencar, não ficou devendo ao fazer uso da palavra. Sua bagagem como advogado lhe confere boa postura e um discurso consciente. Alencar falou pouco, mas falou o essencial. 
.
Uma grande novidade desta sexta edição do certame foi a categoria webjornalismo, que é uma área do setor da Imprensa estadual que se fortalece a cada ano. O jornalista Paulo Andreoli conquistou o privilégio de entrar na história do Prêmio Sinjor como o primeiro premiado desta nova categoria. 
.

O premiado trabalho de Paulo Andreoli, que foi publicado no site Rondoniaovivo.com no dia 27 de Outubro de 2009, tem por título “Brasileiros expulsos por "paramilitares" bolivianos pedem assentamento no Brasil. Para desenvolvê-lo, o jornalista fez viagens à região fronteiriça Brasil/Bolívia  e utilizou vídeos e mapa de localização para enriquecer a reportagem. O esforço lhe rendeu um cheque de R$ 2.500,00 conferido pelo Sinjor, e muitos aplausos.
.

Aplausos também foi o que não faltaram durante a homenagem prestada ao veterano jornalista Euro Tourinho, do jornal Alto Madeira. Com 60 anos de Jornalismo no currículo, Tourinho é respeitado no Estado até mesmo pelos críticos. Ao ler as várias páginas do seu discurso, o representante da ala patronal revelou: “sou patrão, mas sou um patrão diferente. Meu lugar preferido é na redação, ao lado dos colegas operários da Imprensa”.
.



Sem comentários: