Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

domingo, 3 de julho de 2016

andarilhando pela toponímia

***
De norte a sul de portugal a toponímia é registada em placas mais ou menos artísticas, destacando-se as azulejares, umas mais simples outras mais elaboradas. Merecem referência as das Caldas da Rainha baseadas em Rafael Bordalo Pinheiro, mas ainda não digitalizadas. 


fotos victor nogueira - andarilhando pelas digitalizações - Toponímia - da esquerda para a direita e de cima para baixo

1. - Beja, Alvorninha (Coutos de Alcobaça), Pinhal Novo, Arraiolos, Mafra, Tomar, Lisboa, Terreiro das Bruxas (Sabugal), Sintra, Sernache, Porto Salvo (Oeiras) 



2. -Colares (Sintra), Arraiolos, Torres Vedras, Évora, Maiorga (Coutos de Alcobaça), Peninha (Sintra), Serra do Bouro (Caldas da Rainha), Coto (Caldas da Rainha), Virtudes (Azambuja), Caneças (Odivelas)

Nesta "galeria", no 1º quadro e em baixo, as duas da direita (Cernache e Porto Salvo) datam do tempo em que as estradas eram carreiros poeirentos no verão e lamacentos no inverno. Foram colocadas pelo Automóvel Clube de Portugal, para orientação dos escassos automobilistas, entre os fins do séc XIX e princípios do século XX




3. - Cuba (Alentejo), Museu do Caramulo (a 30 km), Mafra, Cela (Coutos de Alcobaça), Águeda (2), Torres Vedras

Sem comentários: