Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Foz do Arelho e o Penedo Furado em 1997.09.04

* Victor Nogueira











O nome do sítio - Foz do Arelho - provém do rio Real ou do Arelho, que aqui desemboca, conjuntamente com o Arnóia. Nos arredores, para sul, à beira da estrada surge uma formação calcária isolada, onde a erosão eólica abriu pequenas cavernas e um enorme arco. (NOTAS DE VIAGEM, 1997.06.28, 1997.07.08 E 1997.09.03) Em Maio de 2015 este monumento geológico ruiu parcialmente devido à acção de ventos fortes.

O Penedo Furado situa-se  junto à margem nordeste da Lagoa de Óbidos (na Foz do Arelho) sendo por especialistas considerado um monumento geológico e caso único a nível mundial. 

Trata-se dum relevo residual deixado pela erosão das formações geológicas das quais fazia parte. A sua aparência de um pequeno cabeço isolado na paisagem atravessado por uma abertura em forma de arco, fez com que fosse notado pelas populações e levou as autoridades locais a preocuparem-se com a sua preservação.

O Penedo Furado foi esculpido em formações geológicas constituídas por uma sucessão de camadas de arenitos de grão médio a grosseiro, por vezes, muito grosseiro, ocorrendo níveis com presença abundante de seixos e calhaus rolados que atingem grandes dimensões. A componente mais fina é, fundamentalmente, do tipo siltoso, sendo, no entanto, mais escassa. Ocorre uma alternância muito marcada entre níveis mais finos e mais grosseiros, sendo visíveis por todo o afloramento estruturas de estratificação entrecruzada.

É um testemunho muito importante de uma história geológica com milhões de anos - desde a sua formação no Período Jurássico até à sua modelação (mais recente). Transporta (ainda) em si informação geológica sobre um período temporal anterior ao terreno que o rodeia pois foi em tempos banhado pelo mar - acabando por ficar isolado com o recuo das águas por assoreamento. Tem estrutura sedimentar onde se evidenciam estruturas indicativas de paleocorrentes e foi durante séculos respeitada e apreciada, sob os pontos de vista estético e paisagístico, pelas populações que se preocupavam com a sua preservação. Porém desde as últimas décadas do século XX tem vindo a degradar-se, sem que algo se tenha feito para o impedir.  

adaptado de  


http://vascotrancoso.blogspot.pt/2011/03/o-penedo-furado-um-monumento-geologico.html 
https://www.geocaching.com/geocache/GC1DT34_penedo-furado-foz-do-arelho?guid=e5be01ec-5ceb-416c-b4b5-a6a8a8e3ff39





Sem comentários: