Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Na 18.ª edição, a exposição de fotografias da coleção Pirelli/Masp recebe vários Estados


Masp abre tradicional mostra de coleção fotográfica


11 de agosto de 2010 | 10h 33
Simonetta Persichetti - Especial para O Estado de S. Paulo
.
Foto sem título de 2008, da série 'Efêmera Paisagem', de Alberto Bitar, do Pará
.
Algumas iniciativas inéditas em relação à fotografia brasileira dão certo. Muito certo. É o caso da coleção Pirelli/Masp, criada em 1991 e que chega agora à sua 18ª edição, que começa amanhã no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Todo ano, são selecionados cerca de 20 fotógrafos brasileiros ou residentes no Brasil. A curadoria do evento - que desde o ano passado se abriu e tem cocuradores convidados - fez resgates de personagens vitais para o desenvolvimento da linguagem fotográfica no Brasil. Nesse sentido, mais que merecida e atrasada a homenagem ao fotógrafo americano, radicado no Brasil, George Love (1937-1995)

 .


.
Algumas de suas imagens fazem parte da coleção desde 1992, mas sem o merecido destaque. Lacuna sanada nesta edição. Infelizmente pouco lembrado ou conhecido por aqui, George Love foi fundamental para a discussão da fotografia no Brasil. Nascido na Carolina do Norte, Love estudou filosofia e matemática aplicada. Chegou ao Brasil nos anos 1960 e começou a colaborar com revistas, como Quatro Rodas, Realidade, Claudia, Bondinho. Durante três anos, editou a revista Fotografia e também foi professor no Masp. Nos anos 80, colabora com a Eletropaulo, ocasião em que organizou e recuperou a documentação fotográfica da companhia sobre a cidade de São Paulo.
.
Ainda no fotojornalismo, merece ser lembrado Anísio Carvalho, que iniciou a colaboração com a imprensa baiana na metade dos anos 1950, no Jornal da Bahia. Registrando acontecimentos importantes da capital, destacam-se nesta mostra, que vai até 3 de outubro, os retratos de personalidades da cultura local. Também é homenageado nesta edição Luiz Hossaka (1928- 2009), que durante dez anos fez parte do conselho curador da coleção..
.
Outros profissionais que integram a exposição se dividem entre cinco Estados brasileiros: Bahia, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo. Com esta edição, a coleção alcança o número de quase 300 fotógrafos e mais de mil fotografias. Sem dúvida, um belo panorama da fotografia brasileira a partir de 1950. 
.
Coleção Pirelli/Masp de Fotografia - Masp (Avenida Paulista, 1.578). Tel. (011) 3251-5644. De terça a domingo, das 11h às 18h (qui., até as 20h). R$ 15 (grátis às terças). Até 3/10. Mais informações: www.masp.art.br.

.
.

Pirelli/Masp







Foto 1 de 8

Mostra da coleção Pirelli/Masp: fotógrafo americano, radicado no Brasil, George Love



Mostra da coleção Pirelli/Masp: fotógrafo americano, radicado no Brasil, George Love


Foto: George Love/Divulgação










Destak




Diversão & Arte


Coleção retrata cotidiano de SP
Publicado em 11/08/2010 -

Morto em 1995, Love terá na mostra 13 imagens que estão no livro São Paulo: Anotações, de 1982. As fotos foram tiradas entre setembro de 1966 e fevereiro de 1982, mas não possuem título nem local ou data específica. O americano veio morar em São Paulo em 1966, após se apaixonar pela também fotógrafa Claudia Andujar, suíça naturalizada no Brasil.

Já Hossaka, o segundo homenageado, tem uma ligação especial com o Masp, já que trabalhou no museu desde 1950, três anos após sua fundação. Ele foi fotógrafo do acervo e, de 1997 a 2006, fez a curadoria geral da Coleção Pirelli. A exposição terá três imagens suas, que já fizeram parte de uma mostra de 1976 e que retratam o cotidiano, como uma cena de pedestres na avenida Paulista.

Ao todo, a exposição tem 70 fotos e a proposta de criar um panorama da fotografia contemporânea do país. As imagens foram produzidas por 17 fotógrafos e pelo estúdio Cia. de Foto, primeiro coletivo a integrar a coleção.
.

Foto de Luiz Sadaki Hossaka flagra garotos na periferia de SP
birigui luiz sadaki hossaka/divulgação

(Da redação) 

 _____

Terça, 10 de agosto de 2010, 08h05

Nova edição da Coleção Pirelli/Masp realça autoria de fotos

Guy Veloso/Reprodução
.
O fotógrafo Guy Veloso foi um dos selecionados para a 29ª Bienal de São Paulo com a série documental Penitentes. Foto sem título, em Juazeiro do Norte ...
O fotógrafo Guy Veloso foi um dos selecionados para a 29ª Bienal de São Paulo com a série documental Penitentes. Foto sem título, em Juazeiro do Norte (CE).
.
Em sua nova edição, mostra criada há 20 anos traz 70 imagens de 17 fotógrafos - e um estúdio fotográfico - de diferentes regiões do país e destaca a produção de cinco artistas do Pará e quatro da Bahia. A nova edição prioriza o lado autoral de fotógrafos publicitários, fotojornalistas e um cineasta e abre quinta-feira, 12. 
.
Desde sua criação, em 1990, a Coleção traz artistas com representação e influência significativas na fotografia brasileira, escolhidos por uma comissão formada por profissionais de renome, como Boris Kossoy e Thomaz Farkas. 
.
A proposta da Coleção Pirelli/MASP de Fotografia é formar um panorama da fotografia contemporânea brasileira a partir dos anos 40-50, contemplando tanto o fotojornalismo, quanto foto de estúdio e a fotografia de expressão pessoal. Seu acervo conta com mais de mil obras de cerca de 300 fotógrafos representantes de todas as regiões do país. 
.
Coleção Pirelli/MASP de Fotografia - 18ª Edição MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
De 12 de agosto a 3 de outubro
.
Av. Paulista, 1578. Acesso a deficientes.
Horários: De 3ªs a domingos e feriados, das 11h às 18h. Às 5ªs: das 11h às 20h. A bilheteria fecha uma hora antes.
Ingresso: R$ 15,00. Estudante: R$ 7,00. Crianças até 10 anos e adultos acima de 60 não pagam. 3ªs feiras: ingresso livre. Mais informações: www.masp.art.br
.
.
.











Sem comentários: