Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

deVERcidade - Ensaios em debate

Diário Virtual

Edição de 24 de
 Fevereiro de 2010


FOTOGRAFIA

Ensaios em debate

Foto da matéria

Clique para Ampliar
.
Impacto visual: para explorar os ensaios fotográficos dos 43 fotógrafos de todo o País que participam da 4ª edição do deVERcidade, a curadoria optou pela projeção das imagens ao invés da exibição por meio do formato impresso. Além do efeito plástico mais 
.
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
.
Mais de duas mil e 600 fotografias foram inscritas no 4º deVERcidade, sendo escolhidos 49 projetos de instalação que representam 11 estados brasileiros, buscando enriquecer o evento ao aumentar o diálogo entre fotógrafos locais e de outras regiões
.
.

Diário do Nordeste - 24/2/2010
.
Em tempos de superexposição de imagens, o 4º deVERcidade começa hoje projetando ensaios fotográficos de 43 artistas.
.
Fotografias podem ser mero registros, capturar momentos e eternizá-los ou ganhar ares de objetos de arte. Fotografias podem ser contempladas, observadas com atenção ou perder sua relevância diante do excesso de imagens. De um modo ou de outro, elas estão cada vez mais presentes no nosso cotidiano. O que seria, então, uma fotografia, quais seus limites e suas aplicações?
.
A 4ª edição do deVERcidade, que começa hoje e prossegue até o próximo domingo (28), no entorno do Mercado dos Pinhões, não tenta responder essas perguntas, mas lançar diferentes olhares sobre elas. "O deVERcidade é um trabalho em construção que exibe fotografias em um espaço não convencional, inusitado, onde tanto pessoas ligadas ao universo da arte quanto curiosos e passantes possam ter acesso a elas", explica o fotógrafo Tiago Santana, um dos curadores do evento.
.
Um das características dessa 4 ª edição é uma maior abrangência do evento, agora aberto para fotógrafos de todo o País. "É uma forma de dar um maior peso ao deVERcidade e enriquecer o diálogo entre os fotógrafos locais e de outros estados", acredita Tiago. "Nosso objetivo é discutir os rumos, mudanças e limites da fotografia, inserindo-a no mundo da arte, por exemplo", continua o curador. "Mas não estamos em busca de nenhuma certeza". Para Tiago, uma fotografia só pode ser analisada e compreendida a partir de um contexto.
.
Contexto que será debatido por meio de palestras que falam sobre os canais de divulgação das fotografias, seus usos sociais e apropriação pelo universo virtual, além de sua inserção no mercado de arte. "Queremos mostrar as vertentes da fotografia que compõem esse caldeirão da arte contemporânea, trazendo elementos para abrir discussões", detalha Tiago Santana.
.
Para a seleção dos 43 fotógrafos de todo o País que participam do evento, a curadoria escolheu como foco trabalhos ensaísticos, com conceito, processos e caminhos bem definidos. "Dessa vez, esse ensaios serão projetados ao invés de exibidos no formato impresso", explica Tiago. "É um diferencial em relação aos outros anos, dando um efeito plástico bonito e valorizando o material a ser visto. A projeção dá uma possibilidade maior das pessoas verem esses ensaios, aumentando o impacto visual das fotografias ao mostrá-las em conjunto".
.
Programação
.
DEVERcidade 2010 - De hoje até 28 de fevereiro, no entorno do Mercado dos Pinhões. Visitação da exposição: das 18h à meia-noite. À tarde haverá palestras e oficinas. Toda a programação é gratuita. Confira a programação completa no www.ifoto.org.br.Mais informações: 3254.6385.
.
Palestra de abertura em Homenagem a Mário Cravo Neto, com Diógenes Moura, curador de Fotografia da Pinacoteca de São Paulo, hoje, às 20h;
.
Palestra "Curadoria e fotografia no Brasil", com Eder Chiodetto, eleito o melhor curador de fotografia 2008/2009 em eleição realizada pela revista Clix, amanhã (25), às 20h;
.
Palestra "De como se faz um curador (?)" + Monólogo "Eu quem? Um retrato em preto e branco", com Diógenes Moura, sexta (26), às 20h;
.
Palestra "Fotografia e mercado", com a curadora de mostras que divulgam a produção contemporânea brasileira no país e fora dele, Rosely Nakagawa, sábado (27), às 20h;
.
Oficina " Blogs: ações propositivas da fotografia como meio", com Alexandre Belém, criador do blog Olhavê, dias 27 e 28, das 14 às 17h.

FÁBIO FREIRE
REPÓRTER
.
.

Sem comentários: