Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

EXPOSIÇÃO DIÁRIO DO RIO DE CUSTODIO COIMBRA

EXPOSIÇÃO DIÁRIO DO RIO DE CUSTODIO COIMBRA
NO CENTRO CULTURAL CORREIOS
A exposição Diário do Rio do fotógrafo Custodio Coimbra, no Centro Cultural dos Correios, traz 50 fotos com instantâneos e elaboradas tomadas da exuberante beleza da cidade e da sua flagrante desigualdade social. “Minha foto é simples, despojada, sem rodeios. Composta, limpa, suja, contundente”, define Custodio, considerado um dos mais criativos foto-jornalistas no país. As imagens dos violentos contrastes da cidade, as suas luas e o Cristo Redentor, as crianças, o trabalho infantil aqui no Rio, a massa verde que envolve as mansões e o duro concreto das moradias na favela confrontadas lado a lado na mesma foto, os surfistas do trem, figuras inusitadas na cidade, o vôo branco-prateado das garças na baía, a agressão ambiental estão registradas lá em seu Diário. A exposição fica aberta à visitação até 30 de junho.
 .
.
Esta página encontra-se em www.cecac.org.br
.

Sem comentários: