Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 5 de agosto de 2017

Miradouros 01 - Setúbal vista de oeste ou do poente

*  Victor Nogueira


A intenção era ir até ao arruinado Forte Velho  ou de S. Luís Gonzaga mas, tendo estado perto, não localizei o caminho no terreno de estevas e terra revolvida. Um homem de meia idade, desembaraçado, prestável e sorridente, mas com ar gasto pela vida, brinquinho na orelha, indicara-me o caminho, dizendo que morara lá, no tempo em que as ruínas da forificação estavam cobertas de barracas.

Fica o registo das vistas da cidade a partir das ruas de Nossa Senhora do Amparo e do Senhor Jesus dos Navegantes, numa zona de pescadores lá no alto, com a religiosidade espelhada na toponímia local, onde outrora houve muitos bairros de lata cujas populações foram paulatinamente realojadas após  25 de Abril, A cidade, o Estuário do Rio Sado e a Península de Tróia são o tema deste post, onde sobressaem a brancura da cidade nova e o Rio Azul, como se azul não fossem também outros rios como o das tágides, por Camões cantadas.

A baía sadina encontra-se na REN – Reserva Ecológica Nacional, pertencendo ao estuário do Sado. A orla costeira do estuário, com a serra (que não surge no horizonte destes "miradouros"), tem dentro de si o Portinho da Arrábida e a Pedra da Anixa, considerada Reserva Zoológica, sem esquecer o complexo arqueológico romano em Tróia. No Estuário do Sado, membro do Clube das Mais Belas Baías do Mundo  vive uma das raras comunidades sedentárias de golfinhos na Europa, que a despoluição do rio permitiu preservar.



Miradouro de N. Sra do Cais



Estuário do Rio Sado e Península de Troia








 A caldeira da Península de Troia onde se situam as ruínas romanas





Estuário do Sado, do Clube das Mais Belas Baías do Mundo









Igreja do Convento de S. Domingos ou dos Grilos



Igreja de Santa Maria da Graça (Sé Catedral)



Igreja do Convento de S. Sebastião



Igreja do Convento de N- Sra da Anunciada



Estação Elevatória de Agua, na BelaVista

A Baixa de Setúbal (Centro Histórico) com a Estação Elevatória de Água na Belavista ao fundo. Em primeiro plano, da esquerda para a direita, encontram-se a Igreja do Convento de S. Domingos ou dos Grilos, a Igreja de Santa Maria (Sé Catedral), a Igreja do Convento de S. Sebastião e a Igreja do Convento de N. Sra da Anunciada


O Porto fluvial de Setúbal e as chaminés da Central Termo-Eléctrica





Em 1º plano o Bairro O Grito do Povo




















Igrejas de Santa Maria (à esquerda) e do Convento de S. Domingos (ao fundo e à direita)


Igreja de S. Julião



fotos em 2017.08.04 


OUTROS MIRADOUROS EM SETÚBAL

Sem comentários: