Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 5 de agosto de 2017

Miradouros 02 - o Forte de S. Filipe, em Setúbal

* Victor Nogueira

Sobranceiro, lá no alto da  Serra, controlando a entrada na barra do Rio Sado e, sobretudo, atemorizando e vigiando a então rebelde população da Villa, partidária do derrotado pretendente António, Prior do Crato, tumultuosamente adversa à ocupação de Portugal por Castela e seus reis, os Filipes,  o Forte de .S Filipe, pelo Segundo de Espanha e Primeiro  de Portugal mandado erguer,  já foi tratado neste blog várias vezes, como eMuralhas de Setúbal - Forte de S. Filipe 02. Deste e de posts anteriores são as presentes photos. Este é um miraduro de 360º, com múltíplas plataformas de vista, para todos os quadrantes da Rosa dos Ventos.


Forte  de S, Filipe visto de Setúbal


O Castelo de Palmela, no horizonte (ver photoandando pela vila de palmela). A Rota dos 3 Castelos é constituída pelos de Sesimbra (entre o castelo de sesimbra e o cabo espichel), Palmela e Setúbal, os dois primeiros remontando à ocupaçãpo árabe da Península Ibérica, posterior às ocupações romana em "bárbaras"



a cidade




o estuário do Sado e a Península de Tróia




a lota e a doca dos pescadores




o estuário do Rio Sado


o castelo de Palmela no horizonte








de S. Filipe

Sem comentários: