Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

domingo, 21 de março de 2010

Chico Albuquerque: coletânea de 65 anos de fotografia

Terra Magazine - Sábado, 20 de março de 2010, 08h00 Atualizada às 13h38

.

Divulgação
Praia do Mucuripe, 1952
Praia do Mucuripe, 1952
.
A obra de uma das lendas da fotografia brasileira é publicada em novo livro com lançamento nacional dia 31 de março no Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP). Chico Albuquerque Fotografias é o primeiro livro dedicado exclusivamente à obra do fotógrafo, falecido em 2000, aos 83 anos. Trata-se de uma coletânea das principais séries que marcam 65 anos de fotografia. 
.
Ensaios (1930/1960), Mucuripe (1942/1952), Retratos (1940/1960), Publicidade (1950/1980), Frutas (1978), Arquitetura (1950/1970) e Jericoacoara (1985) são as séries presentes na publicação, numa mostra da abrangência de temas e técnicas que marcam sua obra fotográfica.
.
"Nestas páginas, apresentamos memoráveis imagens executadas ao longo de uma vida dedicada à excelência, à criatividade, à singularidade. A inquestionável marca Chico Albuquerque de expressar-se com maestria na arte da luz. Um legado para a fotografia brasileira", explica a editora, Patrícia Veloso, em texto no livro.
.
Chico Albuquerque Fotografias apresenta textos de fotógrafos, pesquisadores, artistas plásticos, entre outras personalidades que de alguma forma participaram da vida profissional de Chico Albuquerque, em São Paulo ou no Ceará. A abertura coube a Rubens Fernandes Junior, pesquisador e crítico de fotografia, que faz um relato histórico e cronológico da trajetória profissional de Chico Albuquerque, inserido no contexto da fotografia brasileira.
.
O FOTÓGRAFO
Nascido em Fortaleza em 25 de abril de 1917, Chico Albuquerque iniciou sua carreira trabalhando com cinema aos 15 anos e aos 17 já era fotógrafo profissional. Em 1943, aos 25, fez still do filme It's All True, de Orson Welles. Mudou-se para São Paulo em 1947, onde permaneceu até 1975. Nos primeiros dez anos já havia conquistado uma posição privilegiada no mercado, antes exclusivo de retratos. Fez portraits de Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros, Burle Marx, Aldemir Martins, Cacilda Becker, Odete Lara e outras tantas personalidades do mundo político, artístico e social do país. 
.
.
Terra Magazine
.
.

Sem comentários: