Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

terça-feira, 30 de março de 2010

A Casa da Luz Vermelha, se Mostra

A Casa se Mostra Horário: Segunda a sexta-feira das 10h às 20h, Sábado das 1 | Local: A Casa da Luz Vermelha Endereço: SCES Trecho 02 Conjunto 31 – ASBAC
.- 
[ampliar=sim]ImagemGaleria especializada em fotografia de arte, A Casa da Luz Vermelha  abre exposição com obras do acervo em homenagem aos 50 anos de Brasília

Em momento efervescente da arte fotográfica brasileira, A Casa da Luz Vermelha, primeira galeria especializada em fotografia de arte no Centro-Oeste, abre no dia 30 de março, às 19h, a exposição A Casa se Mostra, com obras de 18 fotógrafos que fazem parte do acervo permanente. Com curadoria da especialista Rosely Nakagawa, os trabalhos reunidos nesta coletiva apresentam um dos mais ricos panoramas da fotografia de arte brasileira, com obras documentais e poéticas, produzidas desde os anos 1950 até hoje.

Estão reunidos neste acervo fotógrafos reconhecidos e atuantes na cidade de Brasília, acompanhados de grandes nomes da fotografia brasileira de outras capitais. São eles: Arthur Monteiro, Beto Barata, Camillo Righini, Carlos Moreira, Cristiano Mascaro, Dorival Moreira, Dudu Schnaider, Isabela Lyrio, João Paulo Barbosa, Jorge Diehl, Kazuo Okubo, Monique Renne, Olivier Böels, Patrick Grosner, Thomaz Farkas, Tiago Santana, Walter Firmo e Zuleika de Souza.

“A seleção dos trabalhos que fazem parte desta exposição busca a representação da diversidade de olhares e de uma nova visão da cidade de Brasília, que comemora seus 50 anos”, explica Rosely Nakagawa.

“Nosso projeto é ampliar a visibilidade das obras desses profissionais. Eu me sinto orgulhoso em ter oportunidade de mostrar o trabalho de grandes talentos da fotografia local e nacional”, revela Kazuo Okubo, que é fotógrafo e proprietário d’A Casa da Luz Vermelha. A exposição A Casa se Mostra é composta por 36 fotos de 18 fotógrafos. Na abertura da exposição será lançado o catálogo com todas as obras do acervo da galeria, que agora conta com a participação de 31 fotógrafos.

Cenário

A fotografia contemporânea brasileira tem conquistado um espaço cada vez maior no país e fora dele. Fotógrafos brasileiros são premiados e editados em revistas especializadas. Nos mais tradicionais eventos culturais, como a Bienal de Veneza ou nas galerias particulares de arte contemporânea da Europa, Estados Unidos e América Latina, as mais diversas tendências da fotografia brasileira estão representadas.

Nos últimos anos, as mostras de fotografia de arte tem ocupado mais da metade da programação das galerias e museus do país. As edições de livros de fotografia cresceram em número e qualidade. As grandes coleções, particulares e de instituições como o MASP, o MAM e a Pinacoteca do Estado, começaram discretamente nos anos 1970 e são hoje importantíssimas.

A fotografia de arte está cada vez mais presente em nossas vidas, nossas casas e ambientes de trabalho. Os colecionadores estão aproveitando este momento riquíssimo de novos nomes que surgem no mercado para ampliar seus acervos. É uma boa oportunidade para os amantes das artes e curiosos começarem também suas coleções. 
.
-.
http://cerradomix.maiscomunidade.com/evento/exposicoes/2471/A-CASA-SE-MOSTRA.pnhtml
.
.

Sem comentários: