Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Golfinhos em Setúbal 02 - Golfinho Parade 2016

* Victor Nogueira

Em 2016.05.08,  Dia Mundial dos Oceanos e Dia Mundial das Baías Golfinho Parade,  renovou-se a arte na zona ribeirinha do  Sado.. Com efeito as duas dezenas de golfinhos em exposição na Doca dos Pescadores desde 2011 foram recolocados, com novas pinturas decorativas, feitas por alunos das escolas do concelho e três artistas plásticos, na sequência dum concurso. 

As réplicas expostas no Golfinho Parade 2016 surgem em três posições fundamentais do movimento dos golfinhos acima da linha de água. Assim, sete das estruturas representam os golfinhos a sair das águas, seis delas descrevem o arco central e outras sete representam os roazes-corvineiros quando mergulham nas águas. A estas uma nova réplica de golfinho, com cinco metros de comprimento, pintado em cor natural. (http://www.mun-setubal.pt/pt/noticia/golfinho-parade-renova-arte/3961)


Os Golfinhos








































A envolvente


 A Doca da Pesca


A traineira


A Lota da Pesca


O Forte de S. Filipe


Os resturantes

fotos em 2017.06.07

VER TAMBÉM

Golfinhos em Setúbal 01 ou Golfinho Parade 2011


Sem comentários: