Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quarta-feira, 11 de maio de 2011

A Natureza e a Fotografia segundo João Nunes da Silva

   quarta-feira, 11 de Maio de 2011 | 11:41
 

Texto: Miguel Nunes

A Primavera já vai a meio e sentimos uma vontade louca de explorar o mundo, porque os dias são mais longos, o tempo mais ameno e tudo parece rejuvenescer. Não há outra época do ano que tanto nos convide a sair para a rua de máquina fotográfica na mão, de mochila nas costas e, por vezes, até com um tripé a tiracolo para registar esta celebração de vida. Se, como eu, sente a paixão pela fotografia e pela natureza, então tem que ler o livro de João Nunes da Silva «Fotografar a Natureza em Portugal e Espanha», editado recentemente pelas Edições Afrontamento.
Fotografia e Natureza encontram-se profundamente ligadas desde que se cruzaram pela primeira vez e não podemos ignorar a importância que a fotografia teve e tem na preservação da natureza e da sua bio-diversidade. É com esta poderosa ideia de proteger o mundo que todos os fotógrafos de natureza trabalham: é preciso fotografar para se dar a conhecer e é preciso conhecer para se poder preservar. 
.
«Fotografar a Natureza» é um guia; um guia para Portugal e Espanha; um guia para conhecer melhor as nossas paisagens e as suas espécies; um guia de onde e como as encontrar; mas também um guia feito para nos ensinar a fotografar estes territórios, socorrendo-se da experiência deste ambientalista convicto e fotógrafo de natureza que soma vinte anos de árduo trabalho para fazer deste campo o seu ganha-pão (http://ilustranatur.blogspot.com).
.
«Fotografar a Natureza» segue uma conceito muito em voga que é o de se «agarrar» num monte de artigos já publicados e com eles construir um livro. Dito desta forma nua e crua desvaloriza-se o trabalho de João Nunes da Silva. Que moldou 23 artigos seus com a ideia de criar um livro de 23 capítulos que fosse muito melhor do que a soma de uma compilação destes textos.
.
Em «Fotografar a Natureza» o autor organizou e adaptou o seu trabalho de forma a criar uma narrativa apaixonada sobre as interessantes paisagens naturais portuguesas e ibéricas. Contextualizou esta realidade juntando-lhe 230 belíssimas imagens do seu vasto e fabuloso portfolio e, ainda, enriqueceu-o com os desenhos/ilustrações das várias espécies a que se vai referindo para torná-lo num guia mais fácil e imediato da bio-diversidade que encontramos nas nossas paisagens de sul a norte. 
.
Tão distintas que vão desde o montado à floresta ou das salinas e praias às altas montanhas, que são tão ricas em vegetação como em répteis, mamíferos e especialmente em pássaros, nativos ou migrantes que vem tanto do norte da Europa como do norte de África, e que podemos encontrar um pouco por todo o território nacional, querendo nós (e isto é importante) sair da auto-estrada para ganhar algum tempo a admira-las.
João Nunes da Silva explica-nos onde os devemos procurar, em que épocas do ano teremos mais sucesso e a que horas do dia o devemos fazer, que equipamento pessoal levar e que material fotográfico usar para alcançar melhores resultados. Além disso, acrescentou às suas fotos alguma informação para tirarmos as nossas dúvidas. 
,
O autor fala tanto para os fotógrafos que só querem experimentar um passeio ocasional como para aqueles que querem aprofundar esta área do seu conhecimento de forma a melhorar o seu trabalho. Exemplos disso são alguns capítulos onde nos indica percursos e locais em que facilmente podemos admirar tanto a paisagem como as aves que pretendemos fotografar. Conta-nos as suas experiências e alguns truques necessários para se conseguir boas fotografias mesmo que em alguns casos exijam algum tempo, paciência e dedicação. 
.
Não podemos esquecer que este livro é um guia. Um guia para fotógrafos e amantes da Natureza, mas também o guia de uma vida dedicada à fotografia de natureza. Logo, todos os dados e todas as experiências são neste «Fotografar a Natureza» muito pessoais e toda a informação apresentada reflecte o trabalho e os interesses de João Nunes da Silva, que, com inteligência, acrescenta também à sua narrativa os seus próprios fiascos para que serviam de aviso das dificuldades que todos podemos sentir se nos dedicarmos a tarefa de explorar o nosso país. São estas experiências pessoais que tornam este livro diferente e são esses pequenos detalhes que mais me agradaram. 
.
Um último apontamento para a Edições Afrontamento que fizeram este «Fotografar a Natureza» em versão de bolso para ser levado para o campo na mochila ou no bolso do casaco, bem impresso, com capa mole mas resistente.

Sem comentários: