Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Lisboa - entre Alcântara e as Necessidades

* Victor Nogueira

Autodeambulando pela Rua Prior do Crato, Praça da Armada, Rua do Sacramento a Alcântara, Calçada da Pampulha, Rua Presidente Arriaga, Largo de Santos e Travessa dos Brunos ...

O objectivo era ver a Exposição A Cidade Global - Lisboa no Renascimento, no último dia, intento malogrado por nas cercanias do Museu Nacional de Arte Antiga não  encontrarmos lugar vago de estacionamento automóvel, mas apenas na Praça da Armada, um pouco distante. Esgotado o tempo disponível, em alternativa não foi possível visitar una oura exposição, esta de fotografia, na antiga Cordoaria Nacional: Tempo depois do tempode Alfredo Cunha.

Por fotografar ficou a Ponte 25 de Abril, entrevista no enfiamento da Travessa do Baluarte com a Rua do Arco em Alcântara. 







Igreja do Convento do Sacramento




Museu Nacional de Arte Antiga (antigo Palácio das Necessidades)


ao cimo a Rua do Olival


Rua do Olival


Largo de Santos


Igreja de Santos-o-Velho







Chafariz da Praça da Armada


Avenida Infante Santo


Rua do Olival


Travessa dos Brunos (?)

fotos em 2017.04.09




Sem comentários: