Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

terça-feira, 29 de abril de 2008

Pôr do Sol (1)

.

Domingo, 12 de Agosto de 2007

Pôr do Sol (1)

.

Fotografias de Victor Nogueira

.
.
Setúbal (Central Hidro-Eléctrica)
[rectificação - trata-se do nascer do Sol]
.

.
Lisboa (Torre de Belém)
.

.
Cela - Coutos de Alcobaça
(na propriedade da Família do General Humberto Delgado)

.

.
Beringel

.
.

2 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Quem me dera ir com os Pássaros!
Preciso urgentemente deste remanso, com água, nuvens, folhas e pôr do sol, dentro de mim...

AMEI Victor!!!!

Um beijo da

Maria Mamede

.
redonda disse...

Gostei das tuas fotografias.

.
Às vezes penso que me disperso demais para ser boa em alguma coisa, por me dividir por tantas. Só que não quero desistir de nenhuma. E de vez em quando, com alguma sorte, também tiro fotografias de que gosto.
Um beijinho

.
.

Sem comentários: