Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 5 de março de 2011

Photoandando pelo Alentejo - o mar, o céu e a terra (1)

.
De: | Criado: 30/03/2008
lindas imagens acompanhadas com a voz de Dulce Pontes e de um grupo coral do meu alentejo... É tão grande o Alentejo
.
.
.
De: | Criado: 17/05/2009
.

O Alentejo, Dulce Pontes, os Cantares, e a confluência de tudo...

.
* Alentejo
 * Borba * Évora * Elvas * Beja * Estremoz * Vila Viçosa * Alandroal * Portalegre * Moura * Sousel * Fronteira * Reguengos de Monsaraz * Mourão - * Campo  Maior * Vidigueira * Portel * Viana do Alentejo * Vendas Novas  * Arraiolos - * Montemor-o-Novo * Monforte * Arronches * Serpa * Aljustrel * Ferreira do Alentejo * Mértola * Castro Verde * Alvito * Almodôvar * Barrancos * Amarreleja * Redondo * Odemira * Grândola * Sines * Nisa * Gavião * Ponte de Sôr * Avis * Mora * Cercal do Alentejo * Ourique * Galveias * Barbacena * Zambujeira do Mar * Vila Nova de Mil Fontes
.

Grupo Coral de Ganhões y Dulce Pontes

 .
De: | Criado: 11/05/2010
Dulce Pontes & Os Canhões de Castro Verde - É Tão Grande o Alentejo

( Tradicional / Arranjos de Dulce Pontes, António Pinheiro da Silva e Albert Boekholt)
.
.
.
De: | Criado: 21/02/2009
Imagens tiradas da net acomapanhada com a linda voz de Dulce Pontes
.
.
No alentejo eu trabalho
cultivando a dura terra,
vou fumando o meu cigarro,
vou cumprindo o meu horário
lançando a semente á terra.

É tão grande o Alentejo,
tanta terra abandonada!...
A terra é que dá o pão,
para bem desta nação
devia ser cultivada.

Tem sido sempre esquecido,
á margem, ao sul do Tejo,
há gente desempregada.
TAnta terra abandonada,
é tão grande o Alentejo!
.
.
http://www.lyricstime.com/dulce-pontes-tao-grande-o-alentejo-lyrics.html
.
.

Sem comentários: