Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 5 de novembro de 2016

voando sobre um campo de milho

* Victor Nogueira

Já descobri qual a duração dum vídeo que não ultrapasse os 100 Mb para poder publicá-los no Blogger. Como ainda não sei editar vídeos, apenas posso publicar os que não excedam aquele tamanho, nem posso seleccionar e aproveitar as melhores cenas de vários  Tentar fotografar ou filmar o voo das aves exige quase tanta paciência e disponibilidade de tempo como a dos pescadores à linha. O "estampido" duplo que se ouve no 2º vídeo foram tentativas frustradas para obrigar as aves a levantarem voo. Teria mais êxito se fosse até ao muro do quintal mas, se o fizesse, as aves levantariam voo antes de lá chegar. Uma outra tentativa traduziu-se em cerca de dez minutos esperando que os pombos ou rolas aparecessem para com o tal "estampido" obrigá-las a zarparem. Foi um flop e decididamente, por muito paciente que por vezes seja, decididamente nunca me entusiasmei na pesca à linha, nem mesmo em Luanda e na Praia do Bispo postado no paredão defronte à casa dos meus pais, na maré cheia.

video

video

vídeos em 2016.11.04

Sem comentários: