Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Ponte de Lima







o transeunte que se fez à fotografia







(Praça da República e estátua de D. Teresa, condessa de Portucale)







Praça Luís de Camões e chafariz do séc XVIII em dia de feira




dia de feira










Palácio do Marquês de Ponte de Lima (sec  XVI)
Foi sede do Município e a partir de 2008, passou a ser utilizado como sede da Delegação de Turismo e Centro de Exposições do município. Atualmente abriga um núcleo museológico, o "Núcleo Museológico dos Paços do Marquês".







Sem comentários: