Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

domingo, 16 de novembro de 2014

Luanda - as amigas e a miudagem

foto de família -Luanda - as amigas e a miudagem - 

na 1ª fila ao centro a minha mãe e à esquerda o escriba.e à direita não sei se será o caçula embora me pareça que nã.seja e talvez tenha ficado em casa por ser bébé. Na foto em pé a D. Noémia, a Beatriz (?), a Bia e a Laura, se os dois miúdos à direita forem a Elsa e O Waldemar. Mas se o miúdo da direita for um dos filhods da Beatriz, então será talvez o Ruca (Rui), que salvo erro morreu na guerra colonial, e assim não identifico a mocinha. Os miúdos à esquerda serão os outros filhos do Beatriz, um dos quais o Zeca (José). Com a morte da minha mãe foi-se a possibilidade de identificar muitas das fotos do seu espólio fotográfico.

Sem comentários: