Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Exposição de fotografias mostra trajetória das Mães da Praça de Maio

Exposição de fotografias mostra trajetória das Mães da Praça de Maio
.




Buenos Aires, 29 out (EFE).- As históricas Mães da Praça de Maio, que há 32 anos lutam para saber onde estão seus filhos, desaparecidos durante a ditadura militar argentina entre 1976 e 1983, agradecem o apoio de todo o mundo com a mostra fotográfica "A Volta ao mundo em um Barco de Amor".
.
A exposição mostra uma seleção de 340 fotografias que remontam as três décadas nas quais as mães foram protagonistas de manifestações, homenagens e reconhecimentos a seu trabalho nos cinco continentes.
.
O objetivo da exposição é "mostrar ao mundo que não fizemos tudo sozinhas, que em cada país houve grupos, organizações, praças, parques e homenagens que nos deram forças para poder seguir adiante. É uma forma de agradecer a todos os países do mundo que nos deram tanto", disse à Agência Efe a presidente da Associação Mães de Praça de Maio, Hebe de Bonafini.
.
Além de fotografias tiradas em praticamente todos os países da América Latina, há imagens da passagem das mães por Cuba, Espanha, Itália, França, Holanda, Alemanha, Suécia, Canadá, Austrália, Iraque, Egito ou as duas Coreias.
.
Muitas das fotografias mostram Hebe com os presidentes dos países citados ou com líderes de movimentos políticos ou religiosos.
.
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e o ex-presidente cubano Fidel Castro são os líderes que aparecem em mais fotos com as mães, compartilhando sua dor e sua luta em diferentes eventos.
.
A presidente da associação também posa com líderes como o papa João Paulo II, em uma foto tirada no Vaticano em 1983; com o diretor-geral da Unesco, Koichiro Matsuuro, quando as mães receberam o Prêmio Educação para a Paz em 1999; ou com Yasser Arafat, líder do movimento de libertação palestina.
.
No entanto, Hebe reconhece que uma das imagens mais emocionantes da exposição foi tirada há pouco tempo, em um ato na Argentina, em 2008, no qual as mães entregaram à presidente Cristina Fernández de Kirchner, o lenço branco que simboliza sua luta.
.
Na fotografia, ambas aparecem emocionadas levantando o lenço, um momento que Hebe lembra como "muito forte para ela, para mim, para todos".
.
Uma das fotos mais curiosas mostra Hebe com o músico argentino Charly García na residência dele, fotografia acompanhada de outra tirada em 1993 com Sting, além de várias com a banda irlandesa U2, que em uma de suas passagens pela capital argentina visitou a casa das mães.
.
Junto às fotografias podem ser lidas as palavras de ordem que sempre acompanharam as mães, como "a única luta que se perde é a que se abandona", "nem um passo atrás", e a que, para Hebe, é a mais significativa de todas: "Até a vitória sempre, queridos filhos".
.
A mostra pode ser visitada no Espaço Cultural Nuestros Hijos, administrado pelas mães no antigo prédio da Escola Superior de Mecânica da Armada (Esma), onde funcionou o maior centro clandestino da última ditadura militar argentina.
.
"Aqui é como vencer a morte. Vencemos a morte. Pintamos este lugar, demos cor a ele. Onde ninguém queria vir, as mães disseram: onde houve morte vamos pôr vida, vamos mostrar ao mundo que isto não é um museu, é um lugar de vida, de arte", explicou Hebe.
.
Além disso, lembrou que a exposição não deixa de ser, como todos os eventos que lideram, uma homenagem a seus filhos.
.
A dirigente da associação, criada em outubro de 1977, se mostrou muito orgulhosa de suas conquistas durante os 32 anos de luta.
.
"Lentamente fomos dando resposta a tudo. À ditadura (...), à falta de educação, à universidade. À falta de possibilidades, aos sonhos compartilhados. Quando vimos que não tínhamos como, que ninguém nos escutava, a rádio, o jornal, o outro jornal, uma revista nova, a livraria, a biblioteca" nos deu ouvido, relatou, sobre o caminho percorrido.
.

Exposição A Volta ao Mundo em um Barco de Amor | Mães da Praça de Maio



2317846491_95a296ef10
Flavita Valsani




A Volta ao Mundo em um Barco de Amor. Esse é o nome da exposição composta de 340 fotografias que remontam os mais de 30 anos da luta das Mães da Praça de Maio, na Argentina.
 (...)
,
O Espaço Cultural Nuestros Hijos, administrado pelas mães no antigo prédio da Escola Superior de Mecânica da Armada (Esma), onde funcionou o maior centro clandestino da última ditadura militar argentina, é a sede da exposição. Lá nesse espaço, a Associação criou vida sobre a morte, como explica Hebe: “Aqui é como vencer a morte. Vencemos a morte. Pintamos este lugar, demos cor a ele. Onde ninguém queria vir, as mães disseram: onde houve morte vamos pôr vida, vamos mostrar ao mundo que isto não é um museu, é um lugar de vida, de arte.” Além disso, lembrou que a exposição não deixa de ser, como todos os eventos que lideram, uma homenagem a seus filhos.



A Volta ao Mundo em um Barco de Amor
De 18 de outubro a 18 de novembro de 2009, de segunda a sábado, das 14h às 20h30.
Espacio Cultural Nuestros Hijos (ECuNHi)
.
Avenida del Libertador 8465 (1429), Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina
Para saber mais clique aqui
 .
 in
.

Fotoclube f/508

.

Efe/Madres de Plaza de Mayo
Mães da Praça de Maio realizam marcha pelos filhos desaparecidos em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires
Mães da Praça de Maio realizam marcha pelos filhos desaparecidos em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires

Efe/Madres de Plaza de Mayo
Mães da Praça de Maio realizam marcha pelos filhos desaparecidos em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires
Mães da Praça de Maio realizam marcha pelos filhos desaparecidos em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires
Exposição A Volta ao Mundo em um Barco de Amor | Mães da Praça de Maio.
.
.
.

Sem comentários: