Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Beja - Marco do Correio

Quarta-feira, Maio 23, 2007



Beja - foto de Victor Nogueira


Colocado por Victor Nogueira @ Quarta-feira, Maio 23, 2007
.
Fotografia de Victor Nogueira
.

2 comentários:

Maria, Simplesmente disse...

Caixa do correio!...
O que tens lá dentro?...
Hoje as caixas são outras, aquelas onde estarão?
Quantos segredos por elas passaram e guardaram?...
Eram tão bonitas.
Bonitas e decorativas.
Gostei de cá vir
Bj
Maria

Paulo Sempre disse...

"caixas de correio"
As caixas de correio já deixaram de ser o «fetiche» dos amantes. Guardaram segredos, desassossegos mas, agora, já não fazem parte do imaginário libidiano dos amantes...pena.
Abraço
Paulo

PS: As cartas de Mariana Alcoforado (freira de Beja) para o seu amante Noel Bouton (Conde de Saint- Léger) não passaram pelo marco do correio..pois na segunda metade do século XVII não havia na "PAX JULIA" marcos de correio.