Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

A teia ou os dados estão lançados

Quarta-feira, Maio 30, 2007




1. - Victor Nogueira disse...


Os dados estão lançados e hoje é apenas uma de inúmeras batalhas que se travaram e travarão para que o homem e a mulher sejam diferentes num Mundo Novo a construir, umas com o peso da derrota, outras com sabor a pequena vitória. Um abraço a todos quantos acreditaram que há trinta anos a muralha de aço se não esboroaria, com a conivência de muitos e o cepticismo acomodatícios de outros tantos que, alternando nos maestros do Baile Mandado, permitem que a pauta e a música sejam as mesmas, irmãos gémeos que pé ante pé abriram a porta aos dias cinzentos que em todo o Mundo serão negros se o permitirmos.

Mas pode ser que a Utopia e o Sonho se tornem realidade para aqueles que se mantêm lúcidos e não se rendem ao canto das sereias ou à flauta dos faunos.

Chegará o tempo em que, parafraseando Brecht, as pessoas percebam que a violência do rio é proporcional à extrema violência das margens que o têm comprimido.

Victor Nogueira

2. - Victor Nogueira disse...

Bom dia

Decididamente a Greve e Brecht não serão muito estimulantes para os habituais comentadores!

Será que estão na linha do aviso do Brecht? - primeiro levaram os comunistas, mas não liguei porque não sou comunista, depois levaram os sindicalistas e não me importei porque não sou sindicalista... e por aí fora até à constatação final de que para os tiranos ninguém está livre ou inocente, nos tempos sombrios, quaisquer que eles sejam.

Um abraço

Fahrenheit 451

Fotografia - Victor Nogueira

Colocado por Victor Nogueira @ Quarta-feira, Maio 30, 2007
.

in


Kant_O_XimPi
.
.
E se quiser,  não se esqueça de ler  clicando na hiper-ligação abaixo

Retratos (28) - A teia que não enleia nem quer ou sabe prender

.
.

2 comentários:

Lirio Roxo disse...

Os comentérios que chegaram estão todos nos devidos lugares. Nenhum foi eliminado, a verdade é que o Google está muito estranho, considera tudo SPAM.

Victor Nogueira disse...

De Amor e de Terra disse...
Bela a fotografia e tanta vez a "TEIA" é também tão bela, que não damos sequer pela hora em que somos "apanhados" nela!

Bj


Maria Mamede
05 Novembro, 2007