Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 24 de março de 2008

Uma gaivota e as pombinhas da Catrina ...

Domingo, Junho 03, 2007






* Fotos de Victor Nogueira

As andorinhas desapareceram definitivamente de Setúbal. Já não há ninhos, já não esvoaçam, já não se houve o seu chilrear. Por outro lado as gaivotas cada vez mais entram por terra a dentro, esvoaçando e grasnando.
.
Ler o resto no Kant_O_XimPi


* Gaivota - Cemitério de Agramonte (Porto)

* Pombo no cimo da cabeça de Luísa Todi (memorial em Setúbal)

.
.

1 comentário:

Maria, Simplesmente disse...

Os pombos são aves interessantes e cultas!...
Este procurou a cabeça de Luisa Todi no Rossio procuram a sombra da Constituição.
Noé serviu-se dum pombo para saber se a Terra já estava habitável, fizeram duma pomba o símbolo da paz...
Gostava de saber o significado disto tudo...
Bj
Maria