Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Caleidoscópio


  • Nós somos aquilo que de nós pensamos e o que cada um de vós em mim vê ou (se) reconhece. (Victor Nogueira)

     A verdadeira beleza está dentro de nós; o resto é matéria efémera que o tempo degrada e consome. E muitas vezes a verdadeira beleza ou a fealdade só nos surgem com o tempo. (Victor Nogueira)

    Sou sobretudo aquilo que faço e não apenas aquilo que digo (Victor Nogueira)

     Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde sem Alarde, Boa Noite sem Açoite, e Viva a Vida com Alegria, Amor/Humor e Fantasia  Ah! ... e não esquecer alguns trocos para os gastos! (Victor Nogueira) 
  • ‎"Sou todo espinhos e escolhos e ferir-te-às ao tocar-me" (Thomas Edward Lawrence)

    "Seria bom que compreendesse que quando se pensa profundamente numa determinada coisa mais vale morrer do que expor esses pensamentos" (Thomas Edward Lawrence)

Sem comentários: