Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

segunda-feira, 25 de abril de 2016

25 de Abril de 2016




foto victor nogueira - lisboa - rua antónio maria cardoso - mural (entretanto destruído) homenageando as ´ultimas vítimas assassinadas pela PIDE/DGS antes da sua rendição em 25 de Abril de 1974. A sede nacional da Pide, cujo edifício era propriedade da Casa dos Duques de Bragança,é hoje um Hotel de luxo.



"NESTA RUA, ANTES DE SE RENDER, A PIDE MATOU E QUATRO COMPANHEIROS TOMBARAM PELA LIBERDADE NO DIA DA LIBERTAÇÃO"


Ficam CINCO canções emblemáticas.

De José Afonso, que tal como Adriano Correia de Oliveira, não é "Herói" no Panteão Nacional, 

GRÂNDOLA VILA MORENA



e OS VAMPIROS


e de Ermelinda Duarte 

SOMOS LIVRES




e com José Mário Branco EU VIM DE LONGE 




culminando com Sérgio Godinho em LIBERDADE



6 comentários
Comentários
Milu Vizinho Victor. Obrigada pela partilha Emoji heart
Maria Rodrigues Obrigado amigo pela partilha, adurei, uma boa noite beijinhos da muito amiga Emoji heart Emoji heart Emoji heart Emoji like
Cecília Barata . Obrigada pela partilha . Emoji heart
Maria João De Sousa Abraço, Victor Barroso Nogueira! Que viva Abril!!!
Filipe Chinita obrigado querido homem. por teres memória!

Sem comentários: