Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Vila do Conde - réplica duma nau quinhentista



fotoS victor nogueira - Vila do Conde - réplica duma nau quinhentista,fundeada no local onde eram os estaleiros navais e a alfândega. Vila do Conde e a fronteira Vila de Azurara, ambas na foz do Rio Ave, tiveram importantes estaleiros navais durante a época dos Descobrimentos.

Visita Virtual à replica da Nau quinhentista em Vila do Conde clicando in http://www.360portugal.com/Distritos.QTVR/Porto.VR/vilas.cidades/Vila_Conde/NauQuinhentista.html




"Enquanto a Caravela, pela sua grande maneabilidade, era o navio perfeito para as missões do "descobrimento", a Nau, normalmente de maior arqueação, foi eleita como navio de carga e, equipada com artilharia, como poderoso vaso de guerra .As naus da armada de Vasco da Gama eram as mais evoluídas do seu tempo, mas nos 15 anos seguintes o salto foi rápido e enorme. Em 1508 já se construíam em Cochim (índia) naus de 800 toneladas, e no século XVII , assiste-se a um grande desenvolvimento ao nível da mastreação e do velame, tomando os navios várias designações, conforme o seu aparelho.

Durante a Época dos Descobrimentos, muitas das . caravelas e naus das carreiras de África, índia e Brasil . construídas em Vila do Conde, local onde a mão-de-obra de alta qualidade era garantia de uma construção segura e resistente." (http://www.360portugal.com/)


Sem comentários: