Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

crianças da belavista, em setúbal



A resposta ao desafio implica que sejam 9 fotos e 3 a 9 convites. É obra para um céptico como eu. Pois aIsabel Reis faz o convite: publicação duma fotografia por dia e durante 3 dias, enviando 3 convites em cada uma para que façam o mesmo. E nesta fornada as nomeações vão para .... Francisco Lanes Bellizzi,Eduardo Martins e Ana Sofia Pereira

foto victor nogueira - setúbal - crianças do bairro azul (belavista) - gosto imenso desta foto, "congelando" um momento - o da fixação na objectiva e a "protecção" ao miúdo central. Nas minhas deambulações fotográficas há pessoas - sobretudo crianças - que me pedem para fotografá-las, algumas dando-me o endereço para que as recebam posteriormente, embora nunca tenham acusado a recepção. Outras, sobretudo os adultos, querem apenas ser fotografadas, apenas por esse motivo, como se a foto significasse que de alguma maneira e deste modo delas ficaria testemunho da sua passagem na terra.

Sem comentários: