Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

sábado, 12 de julho de 2008

Manoel (1921.09.04/ . .... )

Terça-feira, 4 de Setembro de 2007

Manoel (1921.09.04/ . .... )


Luanda (Restaurante Vilela)


.
Paço de Arcos



.
Paço de Arcos
.



.
Setúbal (almoço do 80º aniversário - 2000)
.
.
Fotografias de Victor Nogueira, com excepção da 1ª que deve ser do meu tio Castro Ferreira

1 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Pedaços da nossa vida, perpetuados...momentos que ficam a marcar o nossa (de todos) passagem pela vida e que depois, longe, são apenas representação de modas, de olhares, de alegrias e dores...
Mas, mesmo quando não sei a quem pertencem, continuo a gostar imenso de fotografias...

Maria Mamede

.

Sem comentários: