Escrevivendo e Photoandando por ali e por aqui

“O que a fotografia reproduz no infinito aconteceu apenas uma vez: ela repete mecanicamente o que não poderá nunca mais se repetir existencialmente”.

Roland Barthes

.

«Ao lermos uma novela ou uma história imaginamos as cenas, a paisagem, os personagens, dando a estes uma voz, uma imagem física. Por isso às vezes a transposição para o cinema revela-se-nos uma desilusão. Quando leio o que a Maria do Mar me escreve(u) surge perante mim a sua imagem neste ou naquele momento da nossa vida, uma pessoa simples, encantadora, gentil e delicada.»

Victor Nogueira

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Fotógrafos Emílio Morenatti e Michael Zumstein no júri do Besafoto2011




01-09-2011 11:18 Concurso 
 



Luanda - Os fotógrafos espanhol e franco-suiço, Morenatti e Michael Zumstein, respectivamente,  são os convidados do Banco Espírito Santo Angola (Besa) e da  World Press Photo para o corpo de júri do Besafoto2011 e para o workshop e II fórum Besa de fotografia.
 

Em nota de imprensa enviada hoje à Angop, a organização avança que, para além dos dois profissionais, cujo currículo inclui trabalhos realizados em várias partes do mundo, farão ainda parte do júri dois fotógrafos angolanos e um representante da promotora.
 

A quarta edição do concurso BESAfoto, inserido no projecto BESAcultura, dirige-se a artistas amadores e profissionais de nacionalidade angolana, residentes em Angola ou no estrangeiro.
 

Serão atribuídos três prémios em Kwanzas, avaliados em 30 mil dólares. A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar a 31 de Outubro.


O espanhol Emilio Morenatti é formado em design gráfico e, desde 2004, trabalha em exclusivo para a Associated Press (AP). Com vários prémios no seu currículo, foi nomeado Fotojornalista do Ano pela Pictures of the Year International, em 2009, pela Escola de Jornalismo da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos.


Foi-lhe atribuída uma medalha de ouro pela National Headliner Awards, em 2005, 2006 e 2009. Neste último ano foi, de igual modo, considerado Fotógrafo do Ano pela National Press Association of America. Possui vários anos de experiência em coberturas jornalísticas em países como o Afeganistão, Israel e territórios palestinos.
 

Já Michaël Zumstein segue a escola de fotojornalismo baseada na observação directa, o que lhe permite retratar de forma objectiva o quotidiano e assim apresentar um olhar para além dos estereótipos. Tem publicado vários trabalhos na imprensa francesa e internacional sobre a República Democrática do Congo, Costa do Marfim e Sudão e retratos sobre os conflitos entre jovens e a polícia em Paris, França.

Sem comentários: